Página Principal > Saúde & Tecnologia > Por que fazer uma revisão profissional?

Por que fazer uma revisão profissional?

Assim como o ideal é ir ao médico para prevenção e não apenas em emergências, a nossa vida pessoal e profissional deve ser pensada e revista regularmente. Você costuma parar para analisar sua vida profissional e tentar entender o quanto você está ou não satisfeito com ela? A maioria das pessoas não tem esse costume, e acaba sendo pega de surpresa em momentos críticos, como demissões, falências, etc. Por isso, algumas consultorias estão dando suporte e chamando a atenção para o fato de que esse check-up deve ser obrigatório em todas as profissões.

A revisão de carreira é essencial para que a pessoa faça aquilo que quer e se sente bem. Muitas vezes, o problema não está na profissão escolhida, mas na ocupação ou área dentro dela. Médicos são profissionais que tem uma gama de especialidades e que, muitas vezes, tem dificuldade de escolher. Sendo assim, o check-up pode ajudar não apenas a ser um bom profissional, como também a conseguir estar satisfeito e bem com que o faz, reduzindo os diversos problemas causados pela exaustão da profissão.

Além disso, estar bem com o trabalho pode evitar inúmeros erros médicos e fazer com que o profissional consiga se engajar e se dedicar mais ao que faz, entendendo sempre suas limitações e visualizando seus objetivos. Mas o que deve ser analisado especificamente e como?

Contratar uma consultoria é uma boa ideia, mas o check-up também pode ser feito sozinho. A revista Você S/A reuniu alguns pontos que são necessários para chegar ao que é ideal naquele ponto profissional e no futuro. Mas é necessário estar preparado para perceber e enfrentar os próprios fantasmas e conseguir identificar um possível resultado ruim.

O primeiro passo é pensar no futuro. Fazer um plano do que você quer na carreira daqui a cinco ou dez anos, e onde quer estar. Para que isso seja feito, pense no que te motiva a trabalhar todos os dias, que tipo de local você gosta e qual ocupação dentro da sua área de interesse é o seu objetivo de alcançar. Depois disse, pense no que os melhores profissionais dessa especialidade ou ocupação têm, quais as competências mais valorizadas, o que você pode alcançar e quais são as suas limitações.

Veja também: ‘1 em cada 4 estudantes de medicina sofre de depressão. E o pior: não procuram ajuda!’

Para chegar nesse ponto, é importante ter contatos que vão te ajudar. Esses contatos podem ser os médicos que você mais admira ou aqueles que fazem algo diferente e são reconhecidos por isso. Conseguir o contato com eles não é impossível, principalmente com a Internet. Além disso, muitos profissionais mais velhos gostam de dar conselhos e ser como “mentores” dos mais jovens. Por isso, procure sem medo, entre em contato e converse sobre o que você deseja pra você, sabendo sempre ouvir os conselhos.

Para que seu objetivo possa ser alcançado, reúna seus primeiros resultados dos passos anteriores e monte um plano de ação. O plano deve conter seu objetivo final, o tempo que você prevê de chegar até lá e os passos que você deve fazer no caminho. Além disso, ter uma reserva financeira é sempre importante, principalmente quando seu objetivo é se realocar no mercado, estudar alguma outra coisa ou se especializar em uma área diferente. Muitas vezes, você precisará recomeçar e poderá receber menos do que o que recebia para poder alcançar o que deseja nos próximos anos.

Para facilitar no desenvolvimento do plano de ação, algumas perguntas podem ser feitas. São elas:

  1. Para avaliar o grau de satisfação com o trabalho atual: “Trocaria de profissão ou ocupação se tivesse oportunidade?”; “O que eu gostaria de fazer? Por quê?”; “Qual o meu sonho profissional? O que falta para chegar lá?”.
  2. O desempenho profissional: “Eu sou realmente bom no que faço?”; “Contribuí significativamente com o local que trabalho ou propus inovações?”; “Poderia desempenhar outra função?”.
  3. A reserva financeira: “Faço reserva financeira?”; “Teria dinheiro suficiente para quanto tempo, caso perdesse o emprego?”; “Possuo renda extra?”.
  4. A rede de contatos: “Tenho uma rede de contatos ampla?”; “Como cultivo os relacionamentos? Ligo, mando mensagem, visito…?”; “Registro e organizo meus encontros?”.

Avaliando todas as questões e entendo quais os seus problemas e soluções, o profissional pode dar início ao seu plano, buscando sempre conciliar sua satisfação pessoal com um bom trabalho.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referência:

  • https://vocesa.uol.com.br/noticias/carreira/a-importancia-de-fazer-uma-revisao-de-carreira.phtml#.WEVlvOYrLIV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.