Terapia Intensiva

Propofol vs midazolam: qual é o mais eficaz na sedação procedimental na emergência?

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A sedação procedimental na emergência pode ser realizada com vários agentes farmacológicos; o propofol e o midazolam estão entre os mais comuns. Um estudo recente, publicado no The American Journal of Emergency Medicine, comparou a eficácia e segurança dos dois.

Pesquisadores realizaram um estudo de coorte retrospectivo multicêntrico de 592 sedações procedimentais realizadas na emergência de cinco hospitais na Holanda, durante um período de 4 anos.

Veja também: ‘Sedação: um ponto-chave para a sequência rápida de intubação’

Pacientes sedados com propofol (n = 284, dose mediana de 75 mg) alcançaram um nível mais profundo de sedação (45% vs. 25%, p <0,001), apresentaram maior taxa de sucesso do procedimento (92% vs. 81%, p <0,001) e menor duração média de sedação (10 vs. 17 min, p <0,001) em comparação com os doentes que receberam midazolam (n = 308, dose média 4 mg).

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Um total de 112 eventos de sedação foram registrados para 99 pacientes. A apneia transitória foi o mais prevalente (n = 73), seguido de dessaturação de oxigênio (n = 18), obstrução das vias aéreas (n = 13) e hipotensão (n = 6). O propofol foi mais frequentemente associado à ocorrência de apneia (20% vs. 10%, p = 0,004), enquanto o midazolam foi mais frequentemente associado à dessaturações de oxigênio (8% vs. 1%, p = 0,001). Nenhum evento adverso grave foi registrado.

Com base nos resultados, o propofol teve um desempenho superior ao midazolam, sem acrescentar riscos ao paciente, quando usado na sedação procedimental na emergência.

Referências:

  • Propofol versus midazolam for procedural sedation in the emergency department: A study on efficacy and safety. Lameijer H Sikkema Y Pol A Bosch M Beije F et. al. The American journal of emergency medicine, 2017 – vol: 0 (0) pp: 365-370. DOI: 10.1016/j.ajem.2016.12.075
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

Uso da inteligência artificial para otimização do tratamento da sepse

Estudo avaliou modelo computacional no campo da Inteligência Artificial, capaz de sugerir tratamentos otimizados para…

7 horas atrás

Check-up Semanal: semana da sepse, dieta vegetariana em crianças e mais! [podcast]

Check-up Semanal: confira as últimas notícias sobre semana da sepse, dieta vegetariana em crianças, apendicite…

8 horas atrás

Anestesia e síndrome carcinoide: o que precisamos saber?

A síndrome carcinoide pode surgir quando os peptídeos vasoativos secretados pelas células tumorais entram na…

9 horas atrás

Anvisa aprova uso de baricitinibe em pacientes hospitalizados com covid-19

A Anvisa aprovou uma nova indicação para o baricitinibe: o tratamento de adultos hospitalizados com…

10 horas atrás

Qual é a melhor combinação no tratamento conservador de lesões do manguito rotador?

Um estudo analisou o melhor regime de supervisão dos exercícios e o benefício das infiltrações…

11 horas atrás

AVC: como obter certificação online para aplicação da NIHSS

Foi criada uma escala para quantificar a magnitude e gravidade do AVC, a NIHSS, sendo…

12 horas atrás