Quais achados laboratoriais importam no diagnóstico de Mieloma Múltiplo?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O mieloma múltiplo é um câncer da medula óssea, caracterizado por uma proliferação anormal de um clone plasmocitário, o que leva a uma produção e liberação de uma imunoglobulina monoclonal na circulação, também chamada de “proteína M”.

Ele corresponde a cerca de 1% do total de neoplasias, e de 10% das malignidades hematológicas. É ligeiramente mais prevalente em homens, ocorrendo duas vezes mais em afrodescendentes quando comparados aos caucasianos, com risco de desenvolvimento aumentando com a idade.

Seu curso clínico é insidioso, e pacientes com essa patologia podem permanecer por anos de forma oligo/assintomática, sendo a maioria dos indivíduos diagnosticada após os 60 anos de idade.

Conforme a progressão da doença ocorre, alguns sinais e sintomas podem se manifestar, como prostração, hiporexia, náuseas/vômitos, cefaleia, infecções recorrentes, dor óssea, insuficiência renal. Por conta da possibilidade do acometimento ósseo no curso da doença, em exames de imagem podemos observar pontos de fraturas e lesões ósseas líticas.

Leia também: Daratumumabe subcutâneo: mais um avanço no tratamento do mieloma múltiplo

Frequentemente, em decorrência do seu quadro clínico pouco específico, a suspeita diagnóstica é levantada devido a algumas alterações encontradas em exames laboratoriais de rotina.

Quais achados laboratoriais importam no diagnóstico de Mieloma Múltiplo?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Achados laboratoriais

No hemograma, podemos encontrar mais frequentemente um quadro de anemia, associado ou não a outras citopenias (leucopenia, plaquetopenia). A hematoscopia (leitura ao microscópio da extensão sanguínea), um empilhamento de hemácias, também conhecido como “rouleaux eritrocitário”, é frequentemente observado, apesar de não ser específico.

Alguns resultados de exames bioquímicos também podem corroborar a hipótese diagnóstica, como proteínas séricas totais aumentadas (às custas de globulinas) — com inversão da relação albumina/globulina — hiperuricemia, hipercalcemia, fosfatase alcalina elevada, aumento da creatinina, proteinúria.

Parâmetros laboratoriais mais específicos, como a eletroforese de proteínas séricas e urinárias, às quais podem detectar, mais comumente, uma quantidade elevada de um tipo de imunoglobulina (clone), na forma de um pico no gráfico gerado (“pico monoclonal”). A imunofixação no soro e na urina é utilizada para identificar qual é o tipo de imunoglobulina que está presente no pico monoclonal.

Saiba mais: Doença óssea no mieloma múltiplo: entendendo um pouco da sua fisiopatologia

A pesquisa de cadeias leves livres no soro e/ou urina (proteína de Bence-Jones) também podem fornecer informações importantes sobre se há, e qual é a cadeia leve (kappa ou lambda) envolvida. O ensaio quantitativo de imunoglobulinas também é relevante, já que determina a quantidade da imunoglobulina monoclonal presente (IgG, IgA, IgM, ou, mais raramente, IgE e IgD), utilizada para o monitoramento do curso e do tratamento do mieloma múltiplo.

Por ser uma doença da medula óssea, a biópsia e o aspirado medular permitem avaliar qual o nível do dano e o grau de proliferação plasmocitária. Seu diagnóstico é confirmado quando há uma plasmocitose medular > ou igual 10% (associado ou não a uma confirmação histopatológica de plasmocitoma), e a presença de um evento definidor de doença (lesão de órgão-alvo, relação cadeia leve livre > ou igual a 100, lesão focal a RNM de ao menos 5 mm, plasmocitose medular maior ou igual a 60%).

Mensagem prática

Quando pacientes, especialmente idosos, são atendidos com queixas inespecíficas e algumas alterações laboratoriais condizentes, a hipótese de mieloma múltiplo deve ser sempre aventada. Para o início da investigação, um simples exame de eletroforese de proteínas séricas é o suficiente, na maioria dos casos, para a identificação de um pico monoclonal.

Posteriormente, uma complementação diagnóstica com outras análises laboratoriais e de imagem deve ser feita, a fim de se avaliar o início precoce da terapia específica, melhorando assim a morbimortalidade desses pacientes.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Lab Tests Online. Mieloma Múltiplo. Disponível em: https://labtestsonline.org.br/conditions/mieloma-multiplo
  • McPherson RA, Pincus MR, eds. Henry’s Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 23rd St. Louis, MO: Elsevier; 2017.
  • Kanaan S. Laboratório com interpretações clínicas, 1ª ed. Rio de Janeiro: Atheneu; 2019.
  • Rajkumar, S. Vincent. Multiple myeloma: 2020 update on diagnosis, risk‐stratification and management. American journal of hematology 95.5 (2020): 548-567.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar