Quais as vantagens e os cuidados que devem ser tomados ao abrir uma PJ médica?

Tempo de leitura: 2 min.

Muitos profissionais da saúde estão vendo na abertura de empresa a oportunidade de abrir sua própria clínica/consultório, atender como prestadores de serviços em locais terceirizados (ex. hospitais) ou receber como plantonistas.

E a primeira situação que o profissional analisa é a redução legal de carga tributária. E a resposta de imediato é: sim, é possível economizar bastante com tributos, porém alguns cuidados também são importantes serem observados para evitar problemas com a Receita Federal.

Carga tributária PJ x CLT

É verdade que no Brasil a carga tributária como PJ, com um bom planejamento tributário, se torna muito mais em conta comparado ao recebimento diretamente como pessoa física.

Para ilustrar essa narrativa, um médico que recebe R$ 10.000,00 como CLT ou RPA (Recibo de Pagamento a Autônomo), paga de impostos já descontados na fonte cerca de R$ 2.600,00 (INSS e IRRF).

Já na PJ médica, considerando esse mesmo rendimento, o total de imposto pago tanto na PJ quanto na pessoa física chega ao montante de cerca de R$ 980,00, quase três vezes menos impostos de forma totalmente legal.

PJ CLT ou RPA
INSS R$ 308,00 R$ 713,08
IRRF R$ 67,20 R$ 1.880,64
SIMPLES NACIONAL R$ 600,00
TOTAL R$ 975,20 R$ 2.593,72

Cuidados ao abrir sua PJ médica

Muitos profissionais possuem a falsa impressão que reunir mais médicos dentro de uma mesma PJ pode reduzir custos, tanto com impostos quanto com a contabilidade. Porém, na maioria das vezes, a carga tributária até aumenta, e a busca por um serviço contábil mais barato e especializado, com qualidade e segurança, se tornou ainda mais importante.

Leia também: Organização financeira para profissionais da saúde durante a crise

1 – Seu amigo vira seu sócio

Como em qualquer outra empresa, a pessoa que entra na sociedade com você se torna seu sócio, a partir desse momento vocês compartilharão riscos e responsabilidades ao abrir uma PJ juntos. Portanto, analise bem a necessidade de incluir um sócio antes de abrir sua empresa.

2 – Sociedades médicas com diversos sócios

Caso você esteja entrando em alguma PJ com médicos desconhecidos, apenas para receber por algum serviço prestado, acenda o sinal vermelho. Nesse tipo de sociedade você acaba ficando de fora da gestão, não tendo o controle do cumprimento das obrigações da empresa, e como você se tornou também um sócio, responderá solidariamente com todos os demais sócios sobre possíveis débitos ou descumprimento de obrigações.

Além disso, há a dificuldade de declarar o real valor que você recebeu via PJ, uma vez que a porcentagem do capital social em que o médico participa normalmente é mínima, e consequentemente a parcela do lucro a ser recebida não condiz com a realidade, tendo assim um descontrole da renda oficial à ser declarada com o que realmente foi recebido, podendo assim ter problemas na Receita Federal com o IR pessoa física.

3 – Procure um profissional contábil de confiança

O bom planejamento da PJ médica começa desde a abertura com a análise do tipo societário, registro da empresa, obtenção do CNPJ, escolha do melhor regime de tributação, até o cumprimento de obrigações fiscais junto à Receita Federal, declaração de IR pessoa física e consultoria especializada para orientar da melhor forma no dia a dia dessa nova realidade dos profissionais da saúde. Em cada fase a contabilidade estará ao seu lado, cuidando das obrigações e esclarecendo dúvidas.

A Contabileasy MED é um escritório de contabilidade online exclusivo e especializado em profissionais da saúde, com profissionais de alto rigor técnico que simplifica e resolve a burocracia da PJ médica. Tudo isso com o melhor custo-benefício do mercado.

Entre em contato e converse com um especialista.

Autor:

Compartilhar
Publicado por
Guilherme Fadel

Posts recentes

ATS 2021: novos tratamentos contra patógenos resistentes – uma pitada de esperança

Uma palestra, no ATS 2021, veio para renovar esperanças com relação à abordagem de patógenos…

27 minutos atrás

ACC 2021: finerenone e redução de fibrilação atrial

Uma análise secundária do FIDELIO-DKD, que avaliou o finerenone em desfechos cardiovasculares e renais, foi…

14 horas atrás

Check-up Semanal: ondansetrona na gestação, mucormicose pós-Covid-19 e mais! [podcast]

Hoje no Check-up Semanal comentamos sobre ondansetrona na gestação, mucormicose pós-Covid-19 e mais. Confira!

15 horas atrás

Extração de colostro: como é em gestantes diabéticas?

Uma revisão selecionou estudos relevantes sobre extração de colostro no período gestacional em mulheres diabéticas.…

16 horas atrás

Inteligência artificial na medicina baseada em evidências: como é?

Através da inteligência artificial, os dados são analisados e interpretados a fim de encontrar padrões…

17 horas atrás

Avaliação placentária através do Doppler das artérias umbilicais

Um artigo da revista Elsevier discutiu possibilidades de avaliação placentária através do Doppler das artérias…

18 horas atrás