Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Quais os principais sintomas digestivos em pacientes com Covid-19?
Homem infectado por Covid-19 apresenta os primeiros sintomas digestivos decorrentes da doença.

Quais os principais sintomas digestivos em pacientes com Covid-19?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Já é bastante estabelecido que os pacientes infectados pela Covid-19 apresentem sinais e sintomas respiratórios como dispneia e insuficiência respiratória, além de quadro febril. Porém, com o decorrer do tempo e novos casos surgindo, ficou aparente que alguns outros sintomas extrapulmonares também podem advir da infecção pelo novo coronavírus, como os sintomas gastrointestinais. Alguns pacientes vêm apresentando quadros como diarreia, anorexia e vômitos na fase inicial da doença.

Um estudo realizado em três hospitais na província de Hubei na China, com pacientes testados e confirmados para Covid-19 evidenciou características clínicas, prevalência e desenrolar de casos em dois grupos de pacientes, um com sintomas gastrointestinais e o outro com pacientes sem sintomas gastrointestinais.

Sintomas gastrintestinais em pacientes com Covid-19

Os pacientes foram randomicamente selecionados no período de 18 de Fevereiro a 28 de Março e todos estavam internados com quadro de broncopneumonia. Ao todo foram selecionados 204 pacientes que cumpriram todos os critérios de admissão para o estudo, sendo que 34% estavam em estado crítico. Todos os pacientes foram testados positivos para Covid-19 com teste de swab nasal e PCR, além de serem realizados tomografias pulmonares. Dados demográficos de cada paciente, como características clínicas incluindo sintomas respiratórios e gastrointestinais na admissão, presença de comorbidades, exames laboratoriais, tratamentos propostos e resolução foram colhidos.

Dos pacientes admitidos no estudo, foi constatado que 103 pacientes (50,5%) apresentaram sintomas digestivos inicialmente. Desses, 97 pacientes apresentaram posteriormente sintomas pulmonares. Também foi evidenciado que os pacientes que apresentaram sintomas gastrointestinais inicialmente demoraram mais para procurarem auxílio médico. Os sintomas variavam entre anorexia (78,64%), diarreia (34%), náuseas e vômitos (3,9%) e dor abdominal (2%). Sendo que a perda de apetite foi encontrada em 100% dos pacientes mais críticos mesmo sem outros sintomas digestivos. A diarreia nos casos em questão, era leve e de pouco volume e não causava desidratação.

Leia também: Sistema nervoso central e periférico: alvos potenciais da Covid-19

À medida que o quadro viral piorava, também havia piora dos sintomas gastrointestinais, porém não houve diferença significativa na evolução final dos casos em se tratando de tempo de internação, alta ou óbito nos dois grupos. Laboratorialmente, os pacientes com quadro gastrointestinal apresentavam exames compatíveis com lesão hepática, com aumento das enzimas. Além disso, apresentavam alterações de coagulação com aumento da protrombina. Fatos esses que não ocorriam com os pacientes sem sintomas digestivos. O restante dos exames não apresentava grande diferença entre os dois grupos.

Hipóteses

Existem algumas razões pelas quais o Covid 19 pode causar sintomas digestivos. Uma delas é o fato do SARS-CoV-2 ser similar ao SARS-CoV e invadir o organismo pelos receptores da enzima conversora de angiotensina 2 causando lesão hepática pelo aumento da resposta da enzima no tecido hepático propriamente dito. Outra hipótese é o acometimento direto do tecido hepático pelo processo inflamatório sistêmico causado pelo vírus.

A Covid-19 também pode atuar diretamente na flora intestinal, que é responsável pela regulação e maturação do sistema imunológico do organismo, além de possuir efeito antibacteriano. Além disso, temos o efeito “gut-lung axis” onde alterações na função e composição do sistema digestivo pode alterar o sistema respiratório, assim como vice versa, alterações na flora respiratória podem levar a alterações do sistema gastrointestinal pela imunorregulação entre ambos os sistemas. Isso pode explicar porque muitas vezes pacientes com Covid-19 e pneumonia podem ter sintomas digestivos.

Nesse estudo notou-se que à medida que o quadro evoluía para uma maior gravidade, os sintomas digestivos ficavam mais pronunciados. Isso pode ser explicado pelo fato dos pacientes demorarem mais a procurar auxílio médico, uma vez que não apresentavam a priori sintomas pulmonares ou pelo fato da possibilidade dos sintomas gastrointestinais significarem aumento da carga viral e replicação viral. Porém, essas hipóteses ainda merecem maiores estudos.

Veja mais: Covid-19: modulação de ACE2 pode explicar a origem dos efeitos extrapulmonares?

Conclusão

Apesar desse estudo ainda apresentar várias limitações, como número pequeno de pacientes avaliados, foi evidenciado que metade dos pacientes infectados apresentaram sintomas digestivos variados no início da doença e que os que apresentaram os sintomas digestivos demoraram mais a procurar atendimento hospitalar. Com esses dados faz-se necessário um aumento dos estudos relacionados a sintomas digestivos que podem iniciar antes mesmo dos sintomas respiratórios nessa pandemia que ainda está emergente. Enquanto isso, os profissionais de saúde devem ter em mente que pacientes que apresentarem sintomas digestivos, podem sim estar infectados pelo Covid-19 e que em raros casos, pode ser o único sintoma.

Essa constatação é muito importante a nível epidemiológico, uma vez que com isso, podemos determinar um diagnóstico e tratamento precoce com instalação de quarentena e evitar possíveis contaminações posteriores aos que convivem com o paciente.

Mais detalhes sobre a conduta da Covid-19 você pode encontrar no Whitebook, maior de decisão médica do Brasil.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Lei Pan et all. Clinical characteristics of Covid-19 patients with digestive symptoms in Hubei, China: a descriptive, cross-sectional, multicenter study. The American Journal of Gastroenterology 2020.
  • Phelan AL, Katz R, Gostin LO. The Novel Coronavirus Originating in Wuhan, China:Challenges for Global Health Governance. JAMA. 2020.
  • Xiao F, Tang M, Zheng X, Liu Y, Li X, Shan H. Evidence for gastrointestinal infection of SARS-CoV-2. Gastroenterology. 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.