Página Principal > Nefrologia > Quais são as maneiras mais eficazes de prevenir a formação de cálculos renais?
calculos renais

Quais são as maneiras mais eficazes de prevenir a formação de cálculos renais?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Cálculos renais são verdadeiros transtornos tanto na vida dos médicos quanto na dos pacientes. O desconforto causado pelas famosas pedras no rins são parte do dia a dia de emergencistas, clínicos e urologistas. No entanto, a maioria dos casos pode ser prevenido. Um artigo publicado na revista Harvard Health Publishing listou cinco maneiras de evitar a formação de cálculos e que podem ser passadas aos pacientes.

Água

A primeira e mais comum maneira de evitar cálculos renais é beber muita água. A quantidade padrão mínima é de 2 litros por dia. Incluir uma bebida cítrica também pode ajudar a impedir a formação de pedras.

Cálcio

A baixa ingestão de cálcio pode aumentar os níveis de oxalato e levar ao desenvolvimento de pedras nos rins. Estudos prévios encontraram uma associação entre suplementos e cálculo renal, por isso, recomenda-se obter o cálcio diretamente dos alimentos.

Ingestão de cálcio é seguro para a saúde cardiovascular?

Sódio

A alta ingestão de sódio pode aumentar a quantidade de cálcio na urina e levar ao desenvolvimento de pedra nos rins. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as pessoas não ultrapassem o limite de consumo de 2 gramas de sódio por dia.

Proteína animal

O excesso de proteína animal também pode levar ao desenvolvimento de cálculos, devido ao aumento do nível de ácido úrico e redução nos níveis de citrato.

Outros alimentos

Entre outros alimentos que também podem aumentar o risco de desenvolver cálculo renal estão: beterraba, chocolate, espinafre, ruibarbo e chá.

Fatores de risco

Alguns pacientes estão mais propensos a desenvolver pedra no rins e, por isso, devem ser mais cuidadosos com a alimentação e hidratação. Os fatores de risco incluem histórico prévio ou história familiar de nefrolitíase, hipertensão arterial sistêmica, diabetes, obesidade e gota.

Uso de antibióticos orais é um fator de risco para nefrolitíase?

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.