Qual é a importância do conhecimento Libras por enfermeiros?

Tempo de leitura: 3 min.

A limitação auditiva é um tipo de deficiência que causa muitas adversidades em relação à socialização. O problema de comunicação é mais grave quando relacionado na atenção ao serviço de saúde que de forma negativa pode impedir a qualidade da assistência prestada.

Pensando nisso, uma forma de comunicação foi adotada pela sociedade para que se possa vencer o bloqueio da comunicação. A lei nº 10.436/2002 veio com o objetivo de reconhecer libras como sistema linguístico da comunidade surda brasileira.

O decreto 5.626/2005 determina que a Linguagem Brasileira de Sinais deva ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores no ensino médio ou superior, estando presente na unidade curricular na educação superior e profissional, a partir do ano de 2005.

Libras na enfermagem

A comunicação é um processo pelo qual o enfermeiro deve valorizar. É o caminho para a autopoiese do cuidado, ou seja, para um cuidado com dialogicidade e trocas.

Uma vez que a pessoa não se sente cuidada e compreendida, o cuidado verdadeiramente não pode ser compreendido como um cuidado total, temos que considerar a condição de consciência nesse processo.

A comunicação é o caminho para tal proposição de cuidado e no caso de pessoas surdas ou com deficiência auditiva, outras formas de se comunicar devem ser valorizadas. No Brasil, a adoção de Libras como sistema linguístico de comunicação e sua inclusão no sistema educacional e profissional favoreceu o conhecimento sobre a linguagem e sua usabilidade. No entanto, alguns desafios são presentes nesse universo.

Em estudo de revisão bibliográfica Silva et.al. (2014) evidenciou a dificuldade na interação do enfermeiro com os deficientes auditivos. O principal problema é a falha devido ao processo comunicativo por profissionais enfermeiros que não possuem conhecimento da Linguagem Brasileira de Sinais, o que dificulta seu trabalho, que depende da comunicação para realizar orientação e educação do paciente.

Como humanizar o atendimento

O profissional de enfermagem deve humanizar a assistência e para isso, deve se preocupar com a relação de dialogicidade entre ambas as partes. Para que esse propósito possa ser realizado é necessário haver suporte técnico e científico que habilite a compreensão do universo linguístico, social e cultural do surdo, assim como conhecer
a técnica utilizada para a comunicação.

É importante que possamos compreender as formas de comunicação e a linguagem. O enfermeiro deve dominar a linguagem para que no atendimento a pessoas surdas possa haver assertividade na comunicação e cuidado. Um passo importante para tal proposição é iniciar o conhecimento de Libras.

O alfabeto manual não é a única forma de expressão na formação de sentido. Vários sinais representam atividades que apresentam movimentos, condição temporal, valorização verbal, proposição de atividades e entre outros. Diversas expressões podem ser aprendidas pelo enfermeiro para comunicação efetiva no atendimento. Compreender a Linguagem Brasileira de Libras é muito importante.

Portanto, temos a intenção aqui de estimular a busca pelo conhecimento. Uma dica importante é iniciar o processo aprendendo os sinais básicos e também outros relativos à profissão. Alguns materiais podem contribuir para sua
capacitação. Veja aqui.

Autor: 

Referências bibliográficas: 

 

Compartilhar
Publicado por
Rafael Polakiewicz

Posts recentes

Suporte ventilatório não invasivo na Covid-19: quando intubar?

Estudo verificou que o uso de suporte ventilatório não invasivo como primeiro suporte foi fator…

20 minutos atrás

Covid-19: FDA autoriza uso emergencial da vacina Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos

O Food and Drug Administration (FDA) autorizou o uso emergencial da vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 em…

1 hora atrás

Screening de hipertensão arterial em adultos: recomendações da USPSTF

Em abril, houve a publicação de um documento da USPSTF recomendando o screening de hipertensão…

2 horas atrás

Orientações ao Paciente ganha nova estrutura; saiba mais!

Acesse o post e fique por dentro das mudanças na categoria Orientações ao Paciente, que…

18 horas atrás

Covid-19: experiências exitosas e o protagonismo do enfermeiro

Em meio à pandemia de Covid-19, o trabalho da enfermagem vem se destacando e sendo…

18 horas atrás

Top 10 abril: ECMO na Covid-19, ivermectina, hidroxicloroquina e muito mais

O mês de abril foi muito intenso no meio médico. Confira os principais destaques de…

20 horas atrás