Ortopedia

Qual o efeito das infiltrações com corticoesteroides em pacientes com síndrome do túnel do carpo a longo prazo?

Tempo de leitura: 3 min.

A eficácia a curto prazo da infiltração com corticosteroides no tratamento da síndrome do túnel do carpo está bem estabelecida na literatura. Entretanto, até os dias atuais, nenhum estudo havia demonstrado tais resultados após um ano de follow-up. Uma questão sobre como tais infiltrações influenciam no resultado pós-cirúrgico subsequente também não está respondida.

O estudo

Um ensaio clínico randomizado duplo-cego foi desenvolvido em um Hospital Universitário sueco e publicado no último mês no “Journal of American Medical Association (JAMA)” com o objetivo de comparar com um grupo placebo os resultados das infiltrações do túnel do carpo a longo prazo, além de demonstrar a influência em cirurgias subsequentes. Cento e onze participantes, entre 2008 e 2012, foram divididos aleatoriamente em três grupos de acordo com a solução de metilprednisolona (40 mg/ml) : 80 mg metilprednisolona (2 ml), 40 mg metilprednisolona (1 ml + 1 ml de salina) e placebo ( 2 ml de salina). Cada um dos grupos sofreu um acréscimo de 1 ml de lidocaína, totalizando 3 ml injetados.

Saiba mais: Infiltrações intra-articulares são uma opção terapêutica segura?

Os pacientes foram avaliados por uma escala de gravidade de sintomas e pelos questionários “Short Form 36 (SF-36) bodily pain” e “disabilities of the arm, shoulder, and hand (QuickDASH)” com cinco e dez semanas, seis meses e um ano após a infiltração. Em 2016, os pacientes receberam novamente os questionários por correio eletrônico e foram perguntados sobre realização de procedimento cirúrgico para síndrome do túnel do carpo. 

A média de idade dos pacientes foi de 46,6 anos e a média de follow-up foi de 7,2 anos. Não houve diferença significativa entre os resultados nos três grupos quanto a escala de gravidade de sintomas, SF-36 ou QuickDash, com todos apresentando melhora considerável.

Após cinco anos da infiltração, 101 dos 111 pacientes (31 no grupo 80mg, 34 no grupo 40mg e 36 no grupo placebo) haviam sido operados e houve diferença estatística demonstrando vantagem dos grupos metilprednisolona sobre o placebo na taxa de cirurgia e tempo até o procedimento pela curva de Kaplan-Meier (log-rank test: 80 mg metilprednisolona vs placebo, P = .002; 40 mg metiprednisolona vs placebo, P = .02; 80 mg metilprednisolona vs 40 mg metilprednisolona, P = .37). Não foram observados efeitos adversos a longo prazo ou complicações cirúrgicas relacionadas à infiltração a longo prazo.

Leia também: Risco de síndrome do túnel do carpo grave de novo após ooforectomia bilateral

Conclusão

 Os resultados do estudo devem ser observados com cautela visto que, apesar de estatisticamente significativos, a diferença média de dois meses para realização das cirurgias entre os grupos tratados com corticosteroides e placebo não são importantes para alterar o curso da doença. 

Dessa forma, a infiltração é importante na nossa realidade em casos de pacientes muito sintomáticos que necessitam postergar o procedimento cirúrgico por um período de tempo, melhorando a qualidade de vida até o momento da cirurgia. 

Referências bibliográficas:

  • Hofer M, Ranstam J, Atroshi I. Extended Follow-up of Local Steroid Injection for Carpal Tunnel Syndrome: A Randomized Clinical Trial. JAMA Netw Open. 2021;4(10):e2130753. doi:10.1001/jamanetworkopen.2021.30753 
Compartilhar
Publicado por
Giovanni Vilardo Cerqueira Guedes

Posts recentes

A associação covid-19 e diabetes mellitus gestacional aumenta o risco de desfechos desfavoráveis

Diabetes mellitus gestacional é uma das intercorrências clínicas mais comuns na gravidez. Dados estimam uma…

49 minutos atrás

Identificada em São Paulo subvariante inédita da covid-19

Uma subvariante da covid-19 ainda não catalogada em outras partes do mundo foi encontrada no…

2 horas atrás

Guia Prático: Construção da Carreira [Mês da Enfermagem]

Este guia foi construído com o objetivo de auxiliar o profissional enfermeiro em sua jornada…

3 horas atrás

Cannabis na prática clínica: além da epilepsia

O interesse científico em torno do uso na cannabis na prática clínica aumentou nos últimos…

4 horas atrás

Nefrologia: 3 vídeos que podem te ajudar na rotina médica

Como fazer reposição correta de potássio? Diálise previne nefropatia por contraste? Tire essas e outras…

17 horas atrás

Atualização sobre diagnóstico e manejo da colecistite aguda

Um dos diagnósticos mais frequentes de abdome agudo inflamatório nas emergências cirúrgicas é a colecistite…

18 horas atrás