ABRAMEDE 2018

Quando fazer pulso de corticoide na emergência? [ABRAMEDE 2018]

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Pulsoterapia consiste na administração de altas doses de um medicamento em uma curta duração de tempo. O tratamento reduz a inflamação da fase de exacerbação e busca a estabilização da crise. Quando devemos fazer pulso de corticoide na emergência? Esse foi o tema da palestra de Sandra Lúcia Micheles Santos no ABRAMEDE 2018.

O pulso mais comum é com metilprednisolona: infusão endovenosa de 250 mg em 5 min; doses maiores de até 1 g devem ser administradas por 2-4 horas em doses diárias por 1-3 dias. Antes da pulsoterapia é muito importante excluir a possibilidade de infecção ativa e sempre administrar o antiparasitário.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Indicações de pulsoterapia com corticoide na emergência

O pulso pode ser feito como uma terapia adjuvante em condições de risco à vida em situações clínicas específicas, como:

  • Síndrome pulmão-rim
  • Glomerulonefrite rapidamente progressiva (GNRP)
  • Púrpura trombocitopênica imune (PTI);
  • Púrpura trombocitopênica trombótica (PTT);
  • Crise de anemia hemolítica autoimune;
  • Crise miastênica;
  • Miopatias autoimunes;
  • Oftalmopatia de Graves;
  • Esclerose múltipla em exacerbação;
  • Neurite óptica;
  • Entre outros.

A pulsoterapia também é indicada em possíveis doadores com morte encefálica, por seu potencial benefício em atrasar a parada cardiorrespiratória.

Take-home messages

– A pulsoterapia é indicada em casos de condição clínica ameaçadora à vida ou na presença de disfunção orgânica grave;
– Deve-se sempre estabilizar primeiro o paciente;
– Avaliar a probabilidade de doença imunomediada;
– Excluir e/ou controlar o processo infeccioso;
– Manter um acompanhamento constante do paciente e seus sinais vitais durante a infusão da metilprednisolona.

MAIS DO CONGRESSO ABRAMEDE 2018

Insuficiência cardíaca:

Lombalgia:

Sepse:

Trauma:

Cetoacidose diabética:

Síndrome coronariana aguda:

Asma grave:

A PEBMED ESTÁ NO ABRAMEDE 2018

Entre os dias 25 e 28 de setembro, a Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE) promove em Fortaleza (CE) a 6ª edição do maior Congresso de Medicina de Emergência Adulto e Pediátrico da América Latina. O evento conta com workshops, cursos e palestras com os maiores especialistas da área. A PEBMED está em Fortaleza e vamos publicar aqui no Portal com exclusividade as principais novidades do evento.

Autor:

Compartilhar
Publicado por
Eduardo Cardoso de Moura

Posts recentes

Como a alimentação pode influenciar no sistema imune infantil?

O Jornal de Gastroenterologia e Nutrição Pediátrica abordou qual seria o papel da alimentação no…

9 horas atrás

Síndrome do refluxo faringolaríngeo: panorama clínico [podcast]

Neste podcast, o Dr. Gabriel Caetani falará sobre a síndrome do refluxo faringolaríngeo. Saiba mais…

9 horas atrás

Check-up Semanal: vacina da Pfizer no paciente com DRC, mnemônicos úteis no plantão e mais! [podcast

Check-up Semanal: confira as últimas notícias sobre vacina da Pfizer em pacientes com DRC, mnemônicos…

10 horas atrás

É possível tratar endocardite infecciosa esquerda com antimicrobianos orais?

Endocardite infecciosa é uma doença que pode envolver tanto a estrutura natural do coração, quanto…

11 horas atrás

Ministério da Saúde aprova dose de reforço para profissionais de saúde

Ministério da Saúde anunciou a dose de reforço contra Covid-19 para profissionais de saúde. A…

12 horas atrás

A sustentação de carga ou mobilidade precoce após fraturas de tornozelo aumentam a chance de complicações?

As fraturas de tornozelo são lesões ortopédicas comuns, sendo tratadas, quando há indicação cirúrgica, com…

13 horas atrás