Quando reiniciar a terapia anticoagulante após sangramento intestinal

É comum que pacientes usuários de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários tenham sangramento gastrointestinal por problemas vasculares.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

É comum que pacientes usuários de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários tenham sangramento gastrointestinal por problemas vasculares. Por isso, um estudo recente, publicado na revista Alimentary Pharmacology & Therapeutics, procurou avaliar o risco de ressangramento, eventos vasculares e morte após o primeiro evento.

Além disso, como a terapia medicamentosa geralmente é interrompida antes do diagnóstico, um dos objetivos da pesquisa foi entender quando é melhor reiniciar os anticoagulantes e/ou antiplaquetários.

O estudo foi feito por meio de coorte observacional de 871 pacientes, com idade média de 78 anos, que desenvolveram sangramento gastrointestinal enquanto usavam agentes antiplaquetários ou anticoagulantes. Foi identificado que o reinício da terapia após o sangramento resultou em um menor risco de eventos vasculares e morte, mas a um maior risco de ressangramento. Enquanto isso, aqueles que não voltaram a fazer uso dos medicamentos por até dois anos, tiveram menos probabilidade de sangrar novamente, mas risco elevado de problemas isquêmicos e morte.

médico prescrevendo um anticoagulante

Sobre o estudo

Entre os 871 pacientes, 38,9% usavam anticoagulante, 52,5% usavam antiagregantes plaquetários e 8,6% usavam ambos. Desses, 93,1% interromperam o tratamento após sangramento gastrointestinal e 80,5% reiniciou a terapia em entre sete e 36 dias; 38,7% apresentaram sangramentos gastrointestinais superiores, 46,7% sangramentos gastrointestinais inferiores e 14,6% sangramentos gastrointestinais de origem desconhecida. Um grupo menor não recomeçou a terapia durante cerca de dois anos após a endoscopia.

O reinício das duas terapias foi associado a um maior risco de ressangramento, menor risco de eventos isquêmicos ou morte e um risco semelhante para eventos gastrointestinais superiores e inferiores. As taxas de ressangramento foram maiores nos pacientes anticoagulantes versus antiagregantes plaquetários (138,0 vs 99,0 eventos por 1.000 pacientes-ano), e o local do sangramento foi idêntico em 61,8% dos casos.

cadastro portal

Quando recomeçar os anticoagulantes e/ou antiplaquetários

O estudo concluiu que os benefícios de reiniciar as terapias medicamentos após o sangramento superam os riscos. Mas quando é mais seguro recomeçar?

Segundo os dados apresentados, aqueles pacientes que recomeçaram antes de sete dias após o primeiro sangramento tiveram mais ressangramentos que os que recomeçaram depois de sete dias, porém com um risco de eventos vasculares mais baixo. Sobre a mortalidade, não houve diferença significante.

Vale pensar nessas conclusões na hora de reiniciar a terapia, individualizando caso a caso, mas, segundo o estudo, é muito importante que ela se reinicie independente do tempo correto.

Novos anticoagulantes orais (NOACs)

Na última década, a indústria trouxe ao mercado os novos anticoagulantes orais (NOACs) pensando muito em possibilidades à varfarina, que sempre foi a principal droga de escolha na prevenção de eventos tromboembólicos. Os maiores problemas da varfarina eram a interação medicamentosa e a necessidade de monitorar frequentemente o INR.

Esse novo grupo de medicamentos, apesar de ter mecanismos de ação diferentes, tem como ponto central a anticoagulação e sua eficácia já foi comprovada por vários estudos. Entre as principais opções estão são dabigatrana, rivaroxabana, edoxabana e apixabana. Vale sempre avaliar essas possibilidades na hora de recomeçar a terapia anticoagulante nos pacientes.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Confira mais sobre manejo de sangramento com DOAC no Whitebook! Clique aqui e baixe grátis!

Referência bibliográfica:

  • Sostres C, et al. Risk of rebleeding, vascular events and death after gastrointestinal bleeding in anticoagulant and/or antiplatelet users. Alimentary Pharmacology & Therapeutics. https://doi.org/10.1111/apt.15441
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão