Home / Emergências / Quetamina é alternativa eficaz ao haloperidol no paciente agitado?
quetamina

Quetamina é alternativa eficaz ao haloperidol no paciente agitado?

Emergências, Terapia Intensiva
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

O manejo de pacientes agitados e agressivos é um grande desafio para os profissionais de saúde no departamento de emergência. O tratamento farmacológico é muitas vezes a melhor opção para garantir a segurança do doente e do staff. Em um novo artigo, publicado recentemente no Bulletin of Emergency and Trauma, pesquisadores compararam a eficácia e a segurança da quetamina e do haloperidol.

Para esse estudo iraniano randomizado, duplo-cego, 90 pacientes (idades entre 17 e 65 anos; 74% do sexo masculino) de dois hospitais universitários foram randomizados para receber quetamina intramuscular (4 mg/kg) ou haloperidol intramuscular (5 mg). O desfecho primário foi o tempo para sedação adequada (escala AMSS ≤ +1) e os secundários incluíram necessidade de outros sedativos, intubação, tempo de hospitalização e efeitos colaterais.

LEIA TAMBÉM: Uso de quetamina está associado com menor risco de suicídio

Quetamina x haloperidol

Os resultados foram:

– O tempo médio para sedação adequada no grupo que recebeu quetamina foi significativamente menor que o grupo haloperidol : 7,73 ± 4,71 minutos vs. 11,42 ± 7,20 minutos (p = 0,005), respectivamente.

– Em 15 minutos após a intervenção, o escore de sedação não diferiu significativamente nos dois grupos (p = 0,167):

  • Quetamina: 0,14 ± 0,59
  • Haloperidol: 0,30 ± 0,60

– A incidência de complicações também não foi significativamente diferente entre os grupos.

– A satisfação do médico com o controle das agressões dos pacientes foi significativamente maior no grupo da quetamina.

Quetamina no manejo da dor aguda: o que a nova diretriz preconiza?

Conclusões

Segundo os autores do estudo, devido à rápida sedação efetiva da quetamina e da maior satisfação dos médicos, o uso desse medicamento pode ser considerada uma alternativa segura e eficaz ao haloperidol. Estudos adicionais são necessários para confirmar os resultados.

LEIA TAMBÉM: Conheça novas recomendações da diretriz para dor, sedação e delirium

Referências:

  • HEYDARI, Farhad et al. Effect of Intramuscular Ketamine versus Haloperidol on Short-Term Control of Severe Agitated Patients in Emergency Department; A Randomized Clinical Trial. Bulletin of Emergency And Trauma, [S.l.], v. 6, n. 4 OCT, p. 292-299, sep. 2018. ISSN 2322-3960. Available at: <https://www.beat-journal.com/index.php/BEAT/article/view/657/996>.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.