Quiz: Paciente pediátrico com desvio no dedo. Qual o diagnóstico?

Teste seus conhecimentos em medicina com o Quiz PEBMED. Veja agora este caso de desvio no dedo.

Paciente de sete anos apresentando desvio no dedo mínimo no plano radioulnar.

Quiz 1/

Qual é o diagnóstico?  

Comentários

É definida como o desvio do dedo no plano radioulnar, sendo essa angulação distal a AMF e maior que 10° (pequenas angulações podem ocorrer normalmente) decorrendo normalmente de uma ou mais falanges com formato triangular ou trapezoidal. 

Epidemiologia 

A incidência varia entre 1-19,5% sendo a forma mais comum a inclinação radial do mínimo devido a falange média triangular/trapezoidal (forma hereditária autossômica dominante). Muitas vezes bilateral e mais comum em homens. Pode fazer parte de síndromes complexas na mão. 

Apresentação clínica 

A maioria dos casos se apresenta tardiamente, tornando-se óbvia após o crescimento. Essa deformidade pode interferir na flexão dos dedos. 

Exames complementares 

Em pacientes com esqueleto maduro, o osso (falange média) é triangular ou trapezoidal nas radiografias. Já no esqueleto imaturo, o centro de ossificação vai da base para o lado encurtado do osso, sendo a forma mais grave a epífise longitudinal de suporte com formato de “C”, unindo os centros de ossificação proximal e distal (normalmente na falange média por ser o último centro de ossificação do dedo) 

Classificação 

  • Classificação de Cooney
  • Simples: acomete falange média com menos de 45 graus de angulação 
  • Simples complicada: acomete falange média com mais de 45 graus de angulação 
  • Complexa: acomete osso e partes moles com menos de 45 graus de angulação e pode ter sindactilia associada 
  • Complexa complicada: acomete osso e partes moles com mais de 45 graus de angulação e pode ter polidactilia ou macrodactilia associada 

Tratamento

Não se deve indicar cirurgia apenas pelo problema estético, sendo indicado em casos de angulação e encurtamento importantes, principalmente em dedos radiais e polegar. Imobilização é frustrante. Realiza-se a osteotomia corretiva e ressecção da epífise longitudinal de suporte.

 

Continue testando seus conhecimento em outros quizzes:

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.