Ginecologia e Obstetrícia

Reserva ovariana após a vacinação contra Covid-19 com vacina mRNA; existe alguma queda?

Tempo de leitura: 2 min.

Durante a pandemia diversas preocupações e incertezas surgiram, e uma importante parcela da população ficou bastante angustiada com as dúvidas em relação à fertilidade e à gestação. Qual o ginecologista e obstetra que não precisou responder dúvidas como vacina e fertilidade, vacina e gestação e até mesmo sobre as alterações do ciclo menstrual na síndrome pós-Covid-19. Mas, afinal, a reserva ovariana da mulher vacinada contra Covid-19, com vacina mRNA, pode cair? Devemos nos preocupar em relação a orientação a vacinação de mulheres que estão tentando engravidar ou passando por algum tratamento de fertilidade?

Leia também: Covid-19: A dose de reforço da vacina como aposta contra a variante Ômicron

Análise recente

Para responder essa pergunta eu trouxe um artigo publicado no final de dezembro de 2021 na revista Human Reproduction. Foi realizado um estudo prospectivo de 129 mulheres na menacme, submetidas a vacinação contra Covid-19 com duas doses da vacina desenvolvida pela Pfizer. Foram analisadas a reserva ovariana dessas mulheres através da dosagem do hormônio antimulleriano (HAM) antes e após a vacinação. Obviamente, foram excluídas pacientes com falência ovariana precoce, infecção por Covid-19 prévio, gestantes e sob tratamento de fertilidade.

Conclusão

Apesar de ser um estudo com um número pequeno de participantes, sendo necessário uma análise estatística maior, a partir desse estudo os autores concluem que a vacina com a tecnologia mRNA não altera a reserva ovariana da mulher na menacme, sendo seguro a vacinação de mulheres que estão tentando engravidar ou passando por tratamentos de fertilidade.

Saiba mais: Retrospectiva 2021: sepse, vacinação contra a Covid-19 e mais do que teve destaque no ano

Referências bibliográficas:

  • A Mohr-Sasson, J Haas, S Abuhasira, M Sivan, H Doitch Amdurski, T Dadon, S Blumenfeld, E Derazne, R Hemi, R Orvieto, A Afek1, J Rabinovici, The effect of Covid-19 mRNA vaccine on serum anti-Müllerian hormone levels, Human Reproduction, 2021;, deab282, https://doi.org/10.1093/humrep/deab282
Compartilhar
Publicado por
Letícia Suzano Lelis Bellusci

Posts recentes

Consequências maternas e fetais no uso abusivo de álcool e drogas

O dia 26 de junho é o Dia Nacional de Combate às Drogas. Confira neste…

1 hora atrás

Caso clínico: Paciente com exacerbação de asma [vídeo]

Nesse episódio, o dr. Vinicius Zofoli, editor do Portal PEBMED, discute um caso grave de…

3 horas atrás

Diabetes Mellitus tipo 1 na criança: cuidados e pontos de atenção para a família

No dia 26 de junho é o Dia Nacional do Diabetes. O Nursebook trouxe algumas…

6 horas atrás

Implante hormonal: para quais condições é indicado?

O implante hormonal é uma opção de reposição de hormônios que trata muitas comorbidades ginecológicas,…

1 dia atrás

Cosméticos: 11 novos produtos chegaram esta semana no Whitebook

Cosméticos, em Produtos Farmacêuticos, tem o objetivo de categorizar produtos do segmento. Confira quais chegaram…

2 dias atrás

O que eu devo saber sobre anemia falciforme? [podcast]

Neste episódio, Felipe Mesquita, hematologista e conteudista do Portal PEBMED, traz importantes pontos sobre a…

2 dias atrás