Blog do Whitebook

Saiba os riscos do ceratocone e como o Whitebook pode ajudar com o tema nesta entrevista

Tempo de leitura: 2 min.

Mais uma entrevista com especialista no Blog do Whitebook e, desta vez, vamos falar sobre o ceratocone. A doença, que faz com que a córnea tenha formato de cone, atinge mais crianças e adolescentes, e um fator importante para evitar a progressão dela é não coçar os olhos.

Leia a entrevista completa com a oftalmologista e conteudista do Whitebook, Dra. Juliana Rosa, e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

1. Primeiramente, gostaria que explicasse o que é o ceratocone e como ele acontece.

O ceratocone é uma ectasia da córnea, ou seja, uma doença que leva à alteração do formato da córnea, fazendo com que ela vá adquirindo um formato de cone, ficando mais protrusa e mais fina. Isso gera um aumento do astigmatismo e pode levar à baixa visão.

2. Quais são as principais características da doença e o que pode ser feito para evitá-la?

As principais características da doença são o aumento frequente do astigmatismo e da miopia, a troca frequente de óculos e o embaçamento visual com perda da qualidade da visão (diplopia, visão de halos, etc.). É uma doença com um fator genético conhecido, mas que tem grande relação de sua progressão com o ato de coçar os olhos. É muito comum que pacientes alérgicos, que coçam muito os olhos, tenham ceratocone.

3. Como o conteúdo do Whitebook pode ajudar os especialistas e não especialistas também?

Nosso conteúdo discute a clínica da doença e todas as suas formas de tratamento, ajudando o especialista a pensar nas melhores formas de tratar e o não especialista a identificar os possíveis sinais da doença para encaminhar o paciente para diagnóstico com o oftalmologista o mais precocemente possível.

4. Junho, para Oftalmologia, é o mês de conscientização do ceratocone. Qual é o objetivo e a importância da campanha?

Em junho de 2018, o oftalmologista Renato Ambrosio criou a campanha Junho Violeta com o objetivo de orientar os pacientes sobre o ceratocone e a importância do diagnóstico precoce e do tratamento, e acompanhamento da doença. Além disso, a campanha visa, também, motivar os oftalmologistas a valorizarem essa causa e conscientizarem seus pacientes sobre os riscos da doença. É muito importante que todos sejam orientados também sobre a importância de não coçar os olhos.

Além do conteúdo em Oftalmologia, que fica na seção Cirurgia e Especialidades, o aplicativo número 1 dos médicos tem temas sobre ceratocone nas categorias:

Gostou de saber mais sobre a doença? Deixe seu comentário abaixo e mande sugestões de temas para as entrevistas! 🙂

Até o próximo post!

Compartilhar
Publicado por
Clara Bittencourt

Posts recentes

Intubação na escassez de sedativo: quais as alternativas medicamentosas? [podcast]

Neste episódio, o Dr. Filipe Amado falará sobre como realizar intubação no cenário de escassez…

10 horas atrás

Diagnóstico de mieloma múltiplo: o papel dos exames de imagem

O mieloma múltiplo (MM) é uma neoplasia hematológica que resulta da proliferação clonal de plasmócitos…

11 horas atrás

5 mnemônicos para salvar o plantão

Os mnemônicos, que já são consagrados como estratégia de estudo, também podem nos ajudar na…

12 horas atrás

Tapentadol x Oxicodona para controle da dor pós-operatória

A busca por um opioide com maior perfil de segurança para dor pós-operatória é altamente…

13 horas atrás

Dor no ombro após cirurgia de vesícula: foi a posição?

A dor no ombro é uma queixa bastante frequente após a cirurgia laparoscópica. Foi estudada…

14 horas atrás

Micofenolato de mofetila no manejo inicial da púrpura trombocitopênica imune

Púrpura trombocitopênica imune é uma condição autoimune que autoanticorpos antiplaquetários promovem a destruição das plaquetas…

15 horas atrás