Categorias: CardiologiaColunistas

Sacubitril/valsartana para insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada

Tempo de leitura: 2 min.

Desde o estudo PARADIGM-HF, o Entresto® (sacubitril/valsartana) vem sendo usado para pacientes com insuficiência cardíaca (IC) crônica com fração de ejeção reduzida (FER) com benefício em redução de mortalidade e redução de internações por IC descompensada. A IC FER é caracterizada por FE abaixo de 40%.

A IC com fração de ejeção preservada (FEP) engloba pacientes com FE normal (≥ 50%) e pacientes com FE intermediária (entre 40 e 49%), também chamados de IC mid-range ou limítrofe. Até 50% dos pacientes com IC se enquadram na categoria de ICFEP, sendo que a prevalência é ainda maior no grupo mais idoso. 

Diferente da ICFER, não há tratamento disponível para ICFEP que tenha mostrado grandes benefícios, sendo que o recomendado pelos guidelines é uso de diuréticos para melhora de sintomas e tratamento das comorbidades (hipertensão, fibrilação atrial, diabetes, etc.). 

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Estudo compara sacubitril/valsartana com valsartana em pacientes

O estudo PARAMOUNT foi um estudo de fase 2 que comparou sacubitril/valsartana com valsartana em pacientes com IC e FE ≥ 45%. A medicação mostrou redução do NT-proBNP e uma tendência de melhora da classe funcional. Isso trouxe espaço para a realização do estudo de fase 3, PARAGON-HF.

O PARAGON-HF, publicado em 2019, foi desenhado para avaliar a eficácia e segurança do sacubitril/valsartana comparado a valsartana para ICFEP. Os pacientes selecionados tinham IC sintomática, classe funcional II a IV, FE ≥ 45% e tinham recebido diuréticos nos últimos 30 dias. Para serem incluídos, era obrigatório ter aumento de átrio esquerdo ou hipertrofia ventricular esquerda e NT-proBNP aumentado. A maioria dos 4822 pacientes randomizados tinha classe funcional II e FE média de 57%. Houve uma tendência de redução do desfecho primário (hospitalizações por IC e morte cardiovascular), com p = 0,059, principalmente às custas de redução de hospitalizações. Na análise de subgrupos, houve benefício no sexo feminino e nos pacientes com FE menor, abaixo do considerado normal. 

Baseado nestes estudos, em fevereiro deste ano, o sacubitril/valsartana foi liberado pelo FDA para uso em ICFEP, nos EUA, se tornando a primeira medicação com indicação para este grupo de pacientes.

A bula da medicação nos EUA foi modificada e agora consta:

“O Entresto® é indicado para reduzir o risco de morte cardiovascular e hospitalização por insuficiência cardíaca em pacientes adultos com insuficiência cardíaca crônica. Os benefícios são mais claramente evidentes em pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) abaixo do normal. A FEVE é uma medida variável, então use o julgamento clínico para decidir quem tratar.”

Na prática, o uso da medicação nos pacientes com ICFEP parece trazer benefícios, com diminuição de internações e melhora de sintomas, como vemos na ICFER. Porém, devemos nos atentar à prescrição mais adequada e selecionar pacientes que realmente possam ter benefício, como os com a FE limítrofe. Muito provavelmente em breve, passaremos a usar a medicação com esta indicação no Brasil. 

Autor(a): 

Referências bibliográficas: 

Compartilhar
Publicado por
Isabela Abud Manta

Posts recentes

Podemos utilizar corticoides na síndrome inflamatória multissistêmica em pediatria?

Um estudo britânico concluiu que os corticoides podem ser um tratamento eficaz para crianças com…

13 horas atrás

Novas diretrizes do ACR para o tratamento da artrite reumatoide (AR)

A artrite reumatoide (AR) é uma das artropatias inflamatórias mais prevalentes, acometendo preferencialmente mulheres entre…

14 horas atrás

Tratamento inovador para mutação de câncer de pulmão é aprovado no Brasil

Foi aprovada pela Anvisa o Tabrecta, tratamento para câncer de pulmão metastático de células não…

15 horas atrás

Terapia de anticorpos não demonstra eficácia na prevenção pós-exposição por Covid-19

Nesta semana, a farmacêutica AstraZeneca anunciou que sua terapia de anticorpos para Covid-19 não teve…

16 horas atrás

Noradrenalina perioperatória em acesso periférico

Uma revisão extensa de dados mostrou que a noradrenalina pode ser administrada em acesso venoso…

17 horas atrás

Inteligência artificial no rastreamento de câncer de mama

Diversos países implementaram programas de rastreamento do câncer de mama para diagnosticar a doença o…

18 horas atrás