Screening de aneurisma da aorta abdominal: veja a nova diretriz da USPSTF

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O aneurisma de aorta abdominal (AAA) é definido, de modo geral, como qualquer dilatação da aorta abdominal > 3 cm. Acredita-se que sua prevalência seja de 1,4% nas pessoas com idade entre 50 e 84 anos. A U.S. Preventive Services Task Force (USPSTF) lançou em junho de 2019 suas novas recomendações para o rastreio do AAA em pessoas que não apresentam sinais e sintomas. Confira abaixo os principais pontos.

ultrassonografia

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Screening de aneurisma de aorta abdominal: quando fazer?

A recomendação para rastreio de AAA varia dependendo do sexo, idade, tabagismo e história familiar.

Homens fumantes (ou com história) entre 65 e 75

Esse é o grupo que mais se beneficia com o screening de AAA. A USPSTF recomenda que esses homens realizem o rastreio uma vez, com ultrassom.

Homens entre 65 e 75, sem história de tabagismo

Para esse grupo, a USPSTF recomenda que a decisão de rastrear seja individual, feita entre o paciente e o médico. Para ajudar a determinar quem se beneficiaria, médicos devem levar em consideração o histórico médico do paciente, fatores de risco (doenças cardíacas, hipertensão arterial e história de outros aneurismas) e seus valores e preferências pessoais.

Mulheres sem história de tabagismo e aneurisma

No geral, mulheres tem menos chances de ter AAA do que os homens e mais risco de danos causados pelo tratamento do aneurisma. Por isso, a USPSTF não recomenda o screening em mulheres que nunca fumaram e não têm histórico familiar de AAA.

Mulheres fumantes (ou com história) entre 65 e 75 anos

Para a USPSTF, não há evidências suficientes para recomendar a favor ou contra o screening de AAA nesse grupo e, por isso, a decisão cabe ao médico.

LEIA TAMBÉM: Diretrizes para tratamento dos aneurismas da aorta abdominal

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED.

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar