Blog do Whitebook

Teleconsulta na clínica: 5 motivos para usá-la

Tempo de leitura: 4 min.

Implementar a Teleconsulta na clínica traz benefícios a médicos e pacientes. Essa modalidade da Telemedicina desempenha um papel de destaque na área da saúde, e promete crescer cada vez mais.

A Teleconsulta é definida como a realização de consultas médicas de maneira remota via celulares, tablets ou computadores, por meio de tecnologias seguras, como as encontradas nos softwares médicos.

Ela é uma das vertentes da Telemedicina, que por sua vez faz parte de uma área ainda mais ampla, conhecida como Telessaúde, a qual faz uso das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) para prestar serviços de saúde a distância.

Segundo um artigo do Caderno de Saúde Pública de 2020, a Telessaúde:

“Pode trazer benefícios, como a redução de tempo de atendimento, dos custos de deslocamento de pacientes e profissionais de saúde e melhorias na qualidade assistencial.”

Todos os benefícios citados acima são alcançados com a Teleconsulta na clínica e, neste artigo, você verá 5 motivos para implementá-la o mais rápido possível em seus atendimentos.

Acompanhe!

5 motivos para utilizar a Teleconsulta na clínica

Um dos maiores receios dos profissionais ao se depararem com a possibilidade da Teleconsulta é o de distanciamento entre médico e paciente.

Diante disso, é importante salientar que a Teleconsulta não tem como objetivo eliminar a assistência médica presencial. Veja o depoimento da Dra. Ana Moreira sobre o assunto:

“Eu escuto com frequência que o atendimento remoto perde qualidade, humanidade, e para falar a verdade, eu não vejo nada disso. São situações muito específicas que nós não conseguimos contornar pelo Teleatendimento, e nosso objetivo não é substituir o atendimento presencial, mas complementar.”

Confira a seguir 5 motivos para utilizar a Teleconsulta na clínica:

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

1. Ajuda a fidelizar pacientes

Já imaginou poder otimizar seus atendimentos e entregar ao seu paciente uma experiência incrível?

Todo paciente traça uma jornada que começa antes mesmo da consulta e se estende até depois dela. Ao utilizar a Teleconsulta na clínica, você colabora com essa jornada, ao oferecer uma experiência ainda melhor.

Isso porque a Teleconsulta permite que o paciente entre na consulta em poucos minutos, sem ter que enfrentar filas, procurar por estacionamentos e precisar se deslocar quando não é necessário.

Afinal, as idas aos médicos normalmente demoram por volta de uma hora, e o paciente tem mais conforto se puder ficar em casa.

Essa facilidade também fornece mais flexibilidade ao paciente, que terá mais liberdade para escolher quando e como deseja realizar o atendimento.

Ou seja, mesmo se ele estiver viajando, poderá se consultar com você. Um ótimo diferencial, não concorda?

Ao oferecer essa flexibilidade somada a um atendimento humanizado, você certamente alcançará muito mais fidelização em sua clínica.

2. Elimina as fronteiras dos atendimentos

E se você pudesse levar suas consultas a qualquer parte do mundo? Quantos pacientes a mais poderia atender?

Graças à Teleconsulta e à Telemedicina, hoje é possível eliminar totalmente as fronteiras de seus atendimentos, pois grande parte da assistência médica pode ser feita de maneira remota.

Com a Teleconsulta, o médico consegue levar seu suporte mesmo para aqueles que moram distantes dos grandes centros e que, muitas vezes, não possuem acesso a especialistas.

Veja este trecho da Demografia Médica de 2020:

“Há enorme desigualdade entre a disponibilidade de médicos nas capitais e nas cidades do interior. As diferenças ocorrem também entre as próprias capitais e entre os municípios do interior dos diversos estados.”

Assim sendo, é possível perceber o quanto a tecnologia ainda tem a colaborar com os serviços de saúde e com a população. Com a Telemedicina, você também ajuda a construir uma saúde mais acessível a todos.

3. Reduz custos e facilita o acompanhamento médico

Quantas vezes um paciente precisou retornar à sua clínica apenas para pegar uma prescrição ou solucionar dúvidas e queixas mais simples?

Com a Teleconsulta, tudo isso pode ser feito de forma muito prática, sem que o paciente precise se deslocar até a clínica, algo vantajoso para você, pois assim poderá focar mais nas consultas presenciais e em casos mais complexos.

A Teleconsulta elimina gastos desnecessários com papéis, telefonia, manutenção de espaços físicos, entre outros, e colabora para que você atenda mais e melhor.

Tanto você quanto o paciente economizam, pois o paciente economiza por não precisar se deslocar até o consultório, e os estabelecimentos médicos conseguem diminuir as filas de espera ao priorizar as emergências.

Com a Telemedicina, é possível enviar prescrições, pedidos de exame e atestados a distância, e toda essa facilidade é ainda melhor se você utilizar um software para Teleconsulta integrado ao prontuário eletrônico.

O acompanhamento médico também fica mais fácil, você garante a chance de estar próximo ao paciente, mesmo que vocês estejam fisicamente distantes, algo extremamente positivo para casos de longos acompanhamentos.

4. Evita a sobrecarga dos serviços de saúde presenciais

A Teleconsulta tem a capacidade de reduzir a circulação de indivíduos em estabelecimentos de saúde presenciais, o que reduz a contaminação de pessoas em pandemias e além delas.

Com a tecnologia, é possível realizar vários tipos de consultas remotas, tanto primeira consulta quanto acompanhamentos e, dessa maneira, o médico consegue detectar quais casos requerem um atendimento presencial.

Esse aspecto tem se mostrado imensamente positivo no contexto vivenciado com a pandemia da Covid-19, porque reduz os riscos para os pacientes com comorbidades, ou outros que não podem comparecer às consultas médicas.

Além disso, evita consultas hospitalares desnecessárias àqueles com sintomas mais leves, e beneficia os serviços de saúde presenciais, que não ficarão mais superlotados.

Na matéria da Folha, um programa de Telemedicina tem regulado a lista de espera por especialistas no interior gaúcho e obteve uma redução de 47% na fila, de 170 mil para 90 mil pessoas.

Em um cenário pós-pandemia, as possibilidades são imensas, e trarão vantagens ainda maiores aos pacientes com doenças crônicas, mais idosos, com dificuldades de locomoção, ou qualquer outra questão que comprometa o deslocamento dos mesmos.

5. Promove maior segurança nos atendimentos

Alguma vez você já respondeu um paciente via WhatsApp ou SMS?

Muitos médicos já prestaram seus serviços a distância, seja esclarecendo uma simples dúvida, ou fornecendo uma orientação mais completa.

Com a Teleconsulta, você tem a chance de garantir mais segurança a esses atendimentos ao utilizar uma plataforma específica, pois as utilizadas nas comunicações do dia a dia não são recomendadas para os atendimentos médicos.

Isso porque essas plataformas não possuem o nível de segurança necessário. Ao deixar uma conversa com um paciente em seu WhatsApp, por exemplo, essa conversa fica exposta em seu celular, e os dados sensíveis dos pacientes também.

Por isso, utilizar uma plataforma de Teleconsulta é a melhor opção, a qual garante a segurança de seus atendimentos e fornece mais respaldo jurídico com o envio de um termo de consentimento, assim como é feito no iClinic.

Ao implementar a Teleconsulta na clínica, você garante um atendimento modernizado e diferenciado a seus pacientes, conquista mais fidelização e colabora com a melhoria da assistência em saúde no Brasil.

Para se manter atualizado em sua profissão, você pode contar com o melhor da tecnologia, como a Telemedicina e o Whitebook, um aplicativo que te ajuda na tomada de decisão clínica e conta com mais de 9 mil materiais desenvolvidos por médicos.

Espero que este conteúdo tenha te ajudado! Antes de ir, comenta aqui embaixo qual a sua opinião sobre o uso da Teleconsulta na clínica, vamos adorar saber. 🙂

Compartilhar
Publicado por
Felipe Lourenço

Posts recentes

Metformina pode ser usada para prolongar a gestação em pré-eclâmpsia pré-termo?

Um ensaio clínico randomizado avaliou o uso da metformina de liberação estendida em pacientes com…

6 horas atrás

Whitebook: anemia por deficiência de ferro

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook vamos fazer a apresentação clínica da…

10 horas atrás

Blog do Nurse: live “O suicídio como um problema de saúde pública”!

Na próxima segunda-feira (27/09), às 20h, o Nursebook convida Cleudo Menezes e Rafael Polakiewicz para…

1 dia atrás

Podcast Integrado: prevenção ao Suicídio: como detectar fatores de risco? [podcast]

Confira o podcast dos canais da PEBMED sobre fatores de risco na prevenção ao suicídio.…

1 dia atrás

Como diferenciar doenças inflamatórias desmielinizantes em crianças por exames de imagem?

“Crianças não são adultos em miniatura”. Devemos nos lembrar disso na avaliação das doenças desmielinizantes…

1 dia atrás

Qual é o melhor tratamento para fraturas do terço distal do rádio a longo prazo em idosos?

Um estudo avaliou qual é o melhor tratamento a longo prazo para fraturas instáveis do…

1 dia atrás