Teste para coronavírus será coberto pelos planos de saúde

Tempo de leitura: 2 min.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou nesta quarta-feira, 11 de março, que o exame para detecção do coronavírus (causador do Covid-19) será incluído no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a cobertura mínima obrigatória para os beneficiários de planos de saúde.

A ANS está detalhando os aspectos técnicos da medida, como o tipo de exame que deverá fazer parte da cobertura obrigatória e as Diretrizes de Utilização (DUTs) que serão necessárias para adequação aos protocolos do Ministério da Saúde e os prazos necessários para que a medida seja implementada.

A diretoria do órgão optou por essa medida em reunião realizada nesta terça-feira, com representantes de planos de saúde e de entidades representativas do setor de saúde suplementar.

“Todos aqueles que estão em território nacional que forem enquadrados na definição de casos suspeitos, o que inclui os beneficiários de planos de saúde, terão o teste laboratorial para coronavírus realizado por um dos laboratórios públicos de referência. Trata-se de uma questão de saúde pública”, ressaltou a ANS em nota para a imprensa.

Ainda de acordo com a agência, o tratamento para a doença já é garantido aos pacientes com casos confirmados de infecção. Mas a cobertura depende da segmentação dos planos do paciente.

O tratamento aos pacientes diagnosticados com o Covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, mas a cobertura depende da segmentação dos planos do paciente: ambulatorial ou hospitalar.

A medida deve ser publicada no Diário Oficial da União ainda nesta semana. Algumas operadoras de planos de saúde já estão cobrindo o teste.

Kits para o diagnóstico do coronavírus

No início deste mês, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) começou a distribuir kits para o diagnóstico do Covid-19 aos laboratórios do Rio de Janeiro.

Os teste chegarão a todos os estados brasileiros. O Ministério da Saúde estima que, em 20 dias, todos os estados terão acesso aos kits. Atualmente, só três laboratórios de referência conseguem fazer os exames. Eles estão no Pará, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Os testes foram desenvolvidos pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP). Já a capacitação será conduzida pelo Laboratório de Vírus Respiratório e Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Mais sobre o coronavírus:

Além de testes para coronavírus, a entidade vai entregar aos laboratórios kits para identificar os vírus Influenza A e B, o que contribui para o diagnóstico diferencial, quando a confirmação de um vírus descarta a suspeita de outro.

“A Fiocruz vem acompanhando com o Ministério da Saúde todas as iniciativas dessa emergência. Estamos trabalhando com foco no diagnóstico, mas também atuaremos em todas as frentes necessárias no enfrentamento desse novo vírus, seja na vigilância em saúde, na pesquisa e prospecção de medidas terapêuticas, em medidas educativas de prevenção e, sobretudo, no fortalecimento do nosso Sistema Único de Saúde (SUS). Também reafirmamos nosso compromisso com a informação qualificada junto ao cidadão”, explica a presidente da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

18 horas atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

18 horas atrás

Covid-19: Pesquisa do Ministério da Saúde vai avaliar comportamento dos brasileiros durante a pandemia

A PrevCOV do Ministério da Saúde tem o objetivo de entender o comportamento da Covid-19…

20 horas atrás

Formigamento no dedo mínimo da mão: pode ser a síndrome do túnel cubital

A síndrome do túnel cubital é a segunda neuropatia compressiva mais comum (perde apenas para…

21 horas atrás

Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

No ano de 2020, os 194 países da OMS foram convocados, pela primeira vez, a…

22 horas atrás

Covid-19: papel da homocisteína na estratificação de risco

As diferenças epidemiológicas entre os países sugere que fatores étnicos e genéticos tenham impacto nas…

23 horas atrás