Ticagrelor mostra bons resultados após trombólise [ACC 2019]

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A trombólise tem sido uma estratégia de revascularização no infarto agudo do miocárdio (IAM) com supraST cada vez menos usada. Hoje, está restrita aos centros sem hemodinâmica ou quando o IAM é de parede inferior com delta de início da dor menor que 3 horas. As diretrizes mais recentes de IAM com supraST recomendam que, após trombólise, a dupla antiagregação de escolha seja AAS + clopidogrel, pelo menos nas primeiras 48 horas.

No ACC 2019, um novo estudo trouxe informações importantes para a prática: 3.800 pacientes com IAM com supraST e trombolisados foram divididos entre clopidogrel versus ticagrelor. Os pacientes tinham < 75 anos, 23% mulheres e 17% diabéticos. O ticagrelor foi tão eficaz e sem aumentar riscos de sangramento.

Leia maisQual é a relação entre infecção e infarto agudo do miocárdio?

Qual a mensagem clínica? O ticagrelor chega como mais uma opção no paciente trombolisado, ao lado do clopidogrel. E, qual seja sua escolha, associado com AAS por um ano após a SCA.

ACC 2019: cobertura PEBMED

Neste final de semana, a PEBMED vai trazer as principais notícias do congresso do American College of Cardiology, fique ligado em nosso Portal!

É médico ou enfermeiro e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

Relacionados