Gonartrose: saiba qual é o tratamento clínico baseado em evidências

A gonartrose (artrose dos joelhos) é a artrose mais comum. Tem causa principalmente primária e afeta mais mulheres após a meia idade. Veja como tratar.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A gonartrose (artrose dos joelhos) é a artrose mais comum. Tem causa principalmente primária e afeta mais mulheres após a meia idade. Classicamente, inicia-se pelo compartimento medial, o que suporta mais carga, não raro evoluindo para uma deformidade em varo dos joelhos que chama bastante a atenção.

O diagnóstico pode ser iminentemente clínico, com sintomas como dor protocinética, rigidez matinal, deformidade e aumento articular. A utilização de radiografias auxilia na investigação, embora haja uma disparidade clínico-radiográfica: pacientes com poucas alterações muitas vezes apresentam sintomas paradoxalmente maiores.

Os achados radiográficos predominantes são:

  • diminuição do espaço articular;
  • esclerose subcondral;
  • cistos ósseos;
  • osteofitose.

Exames mais complexos pouco auxiliam no diagnóstico. Ultrassonografia não presta qualquer auxílio. Ressonância nuclear magnética é mais indicada quando se suspeita de fraturas subcondrais ou condromalácia patelar. Tomografia computadorizada não é mais fidedigna do que a radiografia simples no diagnóstico, graduação da gravidade ou conduta na gonartrose.

gonartrose

Tratamento da gonartrose

A seguir, apresentamos as recomendações do tratamento clínico demonstradas no guideline mais recente do OARSI (Osteoarthritis and Cartilage, 2014;22:363-88.)

Tabela 1: orientações do guideline da OARSI (Sociedade Internacional de Estudo da Osteoartrose)

Medicamento/Intervenção

Recomendação

Observação

Condroitina/Glicosamina (alívio da dor)

Incerto

Bom nível de evidência

Condroitina/Glicosamina (modificação da doença)

Não recomendado

Bom nível de evidência

Ácido hialurônico intra-articular

Incerto

Bom nível de evidência

Proteína de abacate

Incerto

Melhora da dor: 1-76%.

Diacereína

Incerto

Bom nível de evidência.

Melhora da dor: 8-39%

Melhora da função: 3-25%.

AINE:

  • Indivíduos sem comorbidades

  • Com comorbidades moderadas

  • Com comorbidades graves

  • Apropriado

  • Incerto

  • Não recomendado

Bom nível de evidência. Pouca utilidade na prática clínica, uma vez que praticamente todos os pacientes têm comorbidades.

Corticoide intra-articular

Apropriado

Bom nível de evidência.

Oral não é indicado.

Paracetamol:

  • Indivíduos sem comorbidades

  • Com comorbidades

  • Apropriado

  • Incerto

BMJ, 2015:350:h1225

Estudo mostrando que paracetamol não melhora a dor na gonartrose.

Opioides

Incerto

Bom nível de evidência.

Amplo espectro de melhora da dor (de 1 a 100%), com média entre 22 e 36%.

Órtese valgizante

Apropriada

Qualidade moderada de evidência

Bengala

Apropriada

Melhora função, algum alívio de dor.

Exercícios em terra

Apropriados

Efeito: melhora de 34% a 69% na dor.

Exercícios em água

Apropriados

Sem cálculo de efeito. Notar que não tem impacto articular, porém tem menor fortalecimento muscular.

Fortalecimento muscular

Apropriado

Melhora da dor: 23-54%

Melhora da função: 17-66%

Perda de peso

Apropriado

0,25% do peso por semana, focando em 5% em 20 semanas.

Melhora da dor: 0-39%

Melhora da função: 4-42%

Colágenos hidrolisados X não hidrolisados: alguns estudos demonstram que os colágenos não hidrolisados são equivalentes a glucosamina e condroitina – que, como evidências recentes demonstram, não apresentam efeitos. Outros estudos, por outro lado, mostram que os colágenos hidrolisados são melhores do que os não hidrolisados.

LEIA MAIS: Gonartrose – conheça os benefícios da acupuntura no tratamento da doença

Take-home message

Em resumo: temos evidências científicas de que as medicações têm muito pouco efeito no tratamento da gonartrose. Temos o viés da dipirona, que, embora na prática tenha bom efeito no controle da dor, não faz parte da maioria dos guidelines, pois não é estudada nos EUA. Técnicas de fortalecimento muscular, por outro lado, vêm ganhando cada vez mais espaço no tratamento conservador da gonartrose e se mostram superiores às medicações.

Sendo assim, fica a minha recomendação de tratamento para gonartrose:

1. Perda de peso.
2. Fortalecimento muscular com musculação (fortalecimento global e equilibrado dos membros inferiores, assoalho pélvico, quadris e core abdominal, com proteção do ângulo de movimento da patela – nunca ultrapassar 90 graus de flexão).
3. Atividades aeróbicas, de solo e na água.
4. Analgesia simples com dipirona em dose adequada (1 a 2 gramas 6/6h).
5. Inclusão de opioides no caso de crises de agudização.
6. Uso parcimonioso dos AINE nas crises de agudização, na menor dose e pelo menor tempo possível.
7. Suplementação empírica com colágeno hidrolisado; se não houver melhora, trocar por ou associar a diacereína; e/ou proteína de abacate.

Estritamente, não há apoio científico ao uso destes suplementos, mas empiricamente alguns pacientes demonstram melhora clínica importante, valendo a opção de tentar, quando disponível, visto que os efeitos colaterais são ínfimos.

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Referências:

  • Osteoarthritis and Cartilage, 2014;22:363-88
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades