Página Principal > Neurologia > Tratamento do status convulsivo em crianças e adultos: novas diretrizes
médico escrevendo

Tratamento do status convulsivo em crianças e adultos: novas diretrizes

American Epilepsy Society (EAS) atualizou as diretrizes de 1993 para tratamento do status convulsivo em crianças e adultos, com base nas novas evidências e fármacos disponíveis. Entre as novidades, está a eficácia do midazolam na fase inicial do tratamento e do valproato na segunda. Para você ficar atualizado, separamos aqui os principais pontos do novo guideline:



Tratamento inicial para além da estabilização do doente e medidas de primeiros socorros:

  • Intravenosa (IV) benzodiazepina (lorazepam ou diazepam)
  • Intramuscular (IM) midazolam se o acesso IV não estiver disponível – tão eficaz como IV lorazepam ou diazepam
  • É possível repetir a dose inicial de IV benzodiazepina uma vez

Segunda fase:

  • IV dose e tratamento com fosfenitoína, valproato (nível B) ou levetiracetam; nenhuma evidência sugere uma preferência entre eles
  • IV fenobarbital se nenhum dos três acima estiver disponível

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Terceira fase:

  • É possível repetir as drogas da segunda fase ou dar doses anestésicas de tiopental, midazolam, pentobarbital ou propofol
  • Usar monitoramento contínuo de eletroencefalografia.

Referências:

  • Glauser T et al. Evidence-based guideline: Treatment of convulsive status epilepticus in children and adults: Report of the Guideline Committee of the American Epilepsy Society. Epilepsy Curr 2016 Jan/Feb; 16:48. (https://dx.doi.org/10.5698/1535-7597-16.1.48)
  • https://www.jwatch.org/na40616/2016/03/17/treatment-convulsive-status-epilepticus-evidence-based

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.