Leia mais:
Leia mais:
Uso dos antídotos dos novos anticoagulantes em pacientes com sangramento grave
Check-up Semanal: terapias invasivas para osteoartrite de joelho, esofagectomia cervical versus torácica e mais! [podcast]
Qual o impacto da anticoagulação terapêutica na mortalidade por Covid-19?
Estudo avalia complicações pós-parto em pacientes recebendo terapia de anticoagulação
Quando reiniciar a terapia anticoagulante após sangramento intestinal

Trombocitopenia induzida por heparina: novos anticoagulantes são boas opções de tratamento?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A trombocitopenia induzida por heparina (HIT) geralmente requer tratamento com um anticoagulante de ação rápida. Em um estudo recente, publicado na Blood, pesquisadores investigaram se os novos anticoagulantes orais (NOACs) são suficientemente potentes para controlar a trombose relacionada ao HIT.

Para o estudo, pesquisadores de uma universidade no Canadá examinaram sua própria experiência e realizaram uma revisão sistemática da literatura sobre o uso de NOACs para o tratamento inicial da HIT agudo, seja como terapia primária (grupo A), ou como terapia secundária (grupo B, tratamento inicial usando um anticoagulante com transição para um NOACs). O desfecho primário foi a ocorrência de trombose.

Foram analisados 80 pacientes que receberam NOACs: 67% rivaroxabana, 17% de apixabana e 16% de dabigatrana. A revisão identificou uma taxa de trombose de 1/46 de pacientes (2,2%; intervalo de confiança [IC] de 95%; 0,4-11,3%) em pacientes tratados com rivaroxabana (grupo A = 25; grupo B = 21); hemorragia alta não foi observada. Resultados semelhantes, mas em menor número de pacientes, foram observados com apixabana (n = 12) e dabigatrana (n = 11).

Para os pesquisadores, esses resultados reforçam evidências anteriores sobre a eficácia e segurança dos novos anticoagulantes orais no tratamento da trombocitopenia induzida por heparina, com destaque para a rivaroxabana.

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar