Página Principal > Cirurgia > Trombose venosa profunda: qual benefício no uso de meias compressivas?
PVM

Trombose venosa profunda: qual benefício no uso de meias compressivas?

Tempo de leitura: 2 minutos.

A trombose venosa profunda (TVP) caracteriza-se pela presença de trombos na circulação venosa profunda, acometendo principalmente membros inferiores e pelve. Quando identificada a presença da doença aguda, o tratamento deve ser iniciado imediatamente com uso de anticoagulantes.

Uma pesquisa randômica realizada na Holanda entre 2011 e 2017, e publicada em setembro de 2018 na revista American Society of Hematology, constatou que a terapia compressiva aplicada imediatamente após o diagnóstico de TVP reduziu em 20% a obstrução venosa residual e auxiliou na consequente prevenção da síndrome pós-trombótica.

O levantamento acompanhou 592 pacientes, com idade média de 57 anos, diagnosticados com TVP e os dividiu aleatoriamente entre dois grupos, o primeiro foi tratado com bandagem de compressão multicamadas ou com terapia compressiva com meias de pressão (35 mmHg) imediatamente após o diagnóstico (24 horas), o segundo grupo não recebeu o tratamento. Todos os participantes foram medicados com anticoagulantes por um período médio de 258 dias.

Leia mais: Trombose Venosa Profunda: como diagnosticar?

A presença de obstrução venosa residual foi verificada por meio de ultrassonografia, incidentes de síndrome pós-trombótica foram observados após seis a 24 meses, escore Villalta >5. A porcentagem de pacientes que receberam terapia compressiva 24 horas após o diagnóstico de trombose venosa profunda foi significantemente baixa em relação aos indivíduos que não receberam. (46,3% vs. 66,7%; Odds Ratio 0,46 IC 95% [0,27-0,80]; p=0.005). Os pacientes cujos exames não identificaram a obstrução venosa residual tiveram menos chance de desenvolver a síndrome pós-trombótica (46,0% vs. 54,0%; OR 0,65 IC 95% [0,46-0,92]; p=0.013).

Os pesquisadores concluíram que a terapia de compressão aliada à anticoagulação diminui a chance de complicações da TVP. Eles recomendam que todos os pacientes diagnosticados com a doença iniciem o tratamento imediatamente.

*Obs: Não foram verificadas diferenças significativas entre a compressão por meia elástica e a bandagem de compressão multicamadas.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.