Categorias: Cardiologia

Usados juntos, troponina e cálcio coronário melhoram a avaliação de risco cardiovascular

Tempo de leitura: 2 min.

A Troponina Ultra-Sensível (TnT-hs) é uma técnica capaz de mostrar lesão miocárdica mais precocemente, em menos de três horas, e agora também está sendo estudada na avaliação do risco de Aterosclerose. O escore de cálcio coronário também é um marcador que ajuda nessa investigação. Em um estudo recente publicado no Journal of the American College of Cardiology (JACC), pesquisadores analisaram o potencial do uso conjunto da troponina e do cálcio para prever o risco dessa doença cardiovascular.

Para isso, foram analisados os níveis de baseline de TnT-hs (limite de detecção [LoD] 3 ng/l) e cálcio de 6.749 participantes do estudo MESA (Multi-Ethnic Study of Atherosclerosis), com idades entre 45 e 84 anos, sem doença cardiovascular, em relação à incidência de Aterosclerose e eventos cardiovasculares.

Troponina + cálcio

Durante o acompanhamento médio de 15 anos, 1.002 eventos cardiovasculares relacionados à Aterosclerose foram registrados. As maiores taxas foram identificadas em participantes com cálcio (20.1 vs. 5.0 eventos por 1,000 pessoas-ano; [HR]: 2.35; IC 95%: 2.0 a 2.76; p < 0.001) e TnT-hs detectáveis (15.4 vs. 5.2 eventos por 1,000 pessoas-ano; [HR]: 1.47; IC 95%: 1.21 a 1.77; p < 0.001).

Cerca de 30% dos participantes apresentaram TnT-hs indetectável e tiveram risco semelhante aos 50% que apresentaram escore de cálcio de zero (5,2 vs. 5,0 por 1,000 pessoas-ano).

Combinando as medidas de troponina e cálcio, as taxas foram (limite de detecção [LoD] 3 ng/l):

  • TnT-hs < LoD/cálcio = 0: 2.8 por 1,000 pessoas-ano (referência)
  • TnT-hs ≥ LoD/cálcio = 0: 6.8 por 1,000 pessoas-ano (HR: 1.59; IC 95%: 1.17 a 2.16; p = 0.003)
  • TnT-hs < LoD/cálcio > 0: 11.1 por 1,000 pessoas-ano (HR: 2.74; IC 95%: 1.96 a 3.83; p < 0.00001)
  • TnT-hs ≥ LoD/cálcio > 0: 22.6 por 1,000 pessoas-ano (HR: 3.50; IC 95%: 2.60 a 4.70; p < 0.00001)

Leia também: Quando desconfiar que a troponina não é coronariana?

Conclusão do estudo

Segundo os pesquisadores, os resultados sugerem que uma Troponina Ultra-Sensível indetectável identifica pacientes com risco baixo para eventos cardiovasculares relacionados à Aterosclerose, assim como um escore de cálcio de zero. Usadas juntas, as duas medidas podem beneficiar aqueles pacientes com resultados discordantes de troponina e cálcio.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referência bibliográfica:

  • Atherosclerotic Cardiovascular Disease Risk Stratification Based on Measurements of Troponin and Coronary Artery Calcium. Yader Sandoval, Suzette J. Bielinski, Lori B. Daniels, Michael J. Blaha, Erin D. Michos, Andrew P. DeFilippis, Moyses Szklo, Christopher deFilippi, Nicholas B. Larson, Paul A. Decker, Allan S. Jaffe. J Am Coll Cardiol. 2020 Jul, 76 (4) 357-370.
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

ACC 2021: oclusão do apêndice atrial em cirurgia cardíaca + anticoagulação pode reduzir risco de AVE?

O estudo LAAOS 3 avaliou se a oclusão do apêndice atrial esquerdo, adicionada à posterior…

6 horas atrás

ACC 2021: sacubitril + valsartana ou ramipril para pacientes com IAM e IC?

O trial PARADISE-MI, apresentado no congresso do ACC 2021, testou a eficácia e segurança do…

7 horas atrás

ACC 2021: aspirina na prevenção secundária – qual a melhor dose?

O estudo ADAPTABLE, apresentado no congresso do ACC 2021, buscou entender se doses maiores de…

12 horas atrás

Whitebook: murcormicose

Em nossa publicação semanal de conteúdos do  Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação…

12 horas atrás

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

1 dia atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

1 dia atrás