Usar adesivo de nicotina antes de parar o cigarro aumenta eficácia na abstinência?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Colocar o adesivo de nicotina antes de parar o cigarro aumenta eficácia na abstinência? Em artigo recente, publicado em junho no British Medical Journal (BMJ), pesquisadores realizaram um grande estudo randomizado para responder essa questão.

Os autores utilizaram dados de clínicas de cessação do tabagismo o Reino Unido, entre 2012 e 2015. No total, 1.792 adultos que eram fumantes diários com dependência de tabaco foram incluídos. Os participantes foram randomizados para:

  1. Farmacoterapia padrão para cessação do tabagismo + terapia comportamental
  2. Farmacoterapia padrão + terapia comportamental + adesivo de nicotina de 21 mg

O desfecho primário foi abstinência prolongada aos seis meses; os secundários incluíram abstinência prolongada em quatro semanas e 12 meses.

LEIA MAIS: Cessação do tabagismo – qual terapia é mais eficaz?

cessação do tabagismo

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Adesivo de nicotina na cessação do tabagismo

Abstinência em 4 semanas

Na 4ª semana, a diferença na abstinência entre os dois grupos foi de 4,3% (IC de 95%: 0,0% a 8,7%; P = 0,05). Após o ajuste para o uso de vareniclina, essaa diferença foi para 1,32 (IC de 95%: 1,08 a 1,62).

Abstinência em 6 meses

A abstinência aos seis meses foi obtida por 157/899 (17,5%) dos participantes no grupo do adesivo e 129/893 (14,4%) no grupo controle, representando uma diferença de 3,0% (IC de 95%: 0,4% a 6,4%; P = 0,08). Após o ajuste para o uso de vareniclina, a diferença aumentou para 3,8% (IC de 95%: 0,4% a 7,2%).

Abstinência em 12 meses

Aos 12 meses, a diferença de abstinência entre os grupos foi de 2,7% (IC de 95%: -0,4% a 5,8%; P = 0,09). Após o ajuste para o uso de vareniclina, essa diferença foi para 1,36 (IC de 95%:1,02-1,80).

Entre os participantes, 5,9% interromperam o uso do adesivo de nicotina devido à intolerância. Sintomas gastrintestinais (principalmente náusea) ocorreram em mais pessoas no grupo do adesivo do que no controle (4% a mais [2,2% a 5,9%]). O número de eventos adversos foi o mesmo em ambos os grupos, oito (odds ratio 0,99 [0,36 a 2,75]).

Para os autores, os achados foram insuficientes para mostrar com confiança que o uso de adesivos de nicotina aumenta a eficácia do tratamento para cessação do tabagismo.

LEIA MAIS: Estratégias para cessação do tabagismo em crianças e adolescentes

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Effects on abstinence of nicotine patch treatment before quitting smoking: parallel, two arm, pragmatic randomised trial BMJ 2018; 361:k2164

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar