Oftalmologia

Uso de luz vermelha no controle da miopia: o que sabemos sobre isso?

Tempo de leitura: 10 min.

A miopia é uma condição comum que se desenvolve geralmente durante a infância. A miopia progressiva pode levar a alta miopia, que é associada a risco aumentado de condições que causam perda visual irreversível, incluindo a maculopatia miópica, glaucoma e o descolamento de retina. Um tratamento efetivo para o controle da progressão da miopia é muito importante para preservar a saúde ocular e qualidade de vida.

Estudo

Na última década foi visto que o aumento do tempo outdoor a luz solar tem efeito protetor efetivo no desenvolvimento da miopia. Um estudo em Guangzhou, na China, demonstrou que um tempo adicional de 40 minutos outdoor todos os dias reduz a incidência de miopia em 20%. Como alternativa ao aumento da exposição a luz solar, um estudo propôs a utilização de luz diretamente na retina com menor duração de exposição mas repetidamente. Foi utilizado um instrumento que emite luz vermelha com comprimento de onda de 650nm (RLRL – repeated low-level red-light) baseado no fato que esta foi aprovada e amplamente usada na China no tratamento de ambliopia e sua segurança foi testada.

A seleção do tratamento foi baseada em achados nas crianças utilizando para ambliopia de que haveria um aumento na espessura da coroide e aumento do fluxo sanguíneo e estabilização do alongamento axial nesses pacientes. Outro estudo foi publicado mostrando o uso de instrumento similar com redução significativa progressão da miopia e alongamento axial em seis meses, similar ao resultado da ortoceratologia. 

O estudo foi simples cego, multicêntrico, randomizado, em crianças de 8 a 13 anos, por 12 meses, para verificar a eficácia da terapia no controle de miopia em cinco centros de quatro hospitais terciários. As crianças tinham de -1,00 a -5,00 dioptrias esféricas, astigmatismo menor ou igual a 2.50D, anisometropia menor ou igual a 1.50D, BCVA melhor ou igual a 20/20. O instrumento era levado para casa onde faziam sob a supervisão dos pais por duas vezes ao dia com um intervalo de pelo menos quatro horas, durante três minutos, cinco dias na semana.

Foram incluídas 264 crianças no estudo. 118 incluídas no grupo de tratamento e 145 submetidas apenas ao uso de óculos de visão simples. 85.2% completaram os 12 meses de estudo. No grupo de tratamento, a média do aumento do comprimento axial foi 0.13mm. No controle foi 0.38mm. A diferença foi estatisticamente significativa e representou uma redução de 69.4%. 39.8% das crianças do grupo de tratamento tiveram menos que 0.05 mm de aumento no primeiro mês. 

Resultados

No grupo tratado a média de progressão do equivalente esférico em 12 meses foi -0.20D. No grupo controle a média foi -0.79D. A diferença foi de -0.59D que representa 76.6% de redução na progressão da miopia. A porcentagem de crianças com progressão de >0.25D no grupo de tratamento foi de 18.9% em 12 meses. Em relação aos outros parâmetros biométricos, não houve diferença (ACD, CC e WTW). 

O compliance foi de 75% (a ativação do instrumento gerava relatório diário de cada criança). O aumento do compliance de <50% para >75% aumentava a eficácia de 44.6% de redução do comprimento para 76.8% de redução e de 41.7% para 87.7% no controle da progressão do equivalente esférico. Crianças com maior miopia no início (-3,00 a -5,00 X -1,00 a -2,99) ou mais velhas (11 a 13 anos) mostraram maior eficácia no controle da miopia. Não foram identificados eventos adversos graves. Os seis pacientes que pararam o tratamento disseram que a luz era forte demais (2), não conseguiram cooperar com as instruções (3) ou converteram para a ortoceratologia (1). 72 pacientes foram avaliados com OCT e não houve alteração estrutural da retina. 

Leia também: O isolamento devido ao Covid-19 está associado ao crescimento da miopia?

A conclusão foi de que houve a redução no alongamento axial de 69.4% e na progressão do grau de 76.6% com o uso do RLRL. 

Referências bibliográficas:

  • Yu Jiang, MD. et al. Effect of Repeated Low-Level Red-Light Therapy in Myopia Control in Children: A Multicenter Randomized Controlled Trial. Published:December 01, 2021. doi:https://doi.org/10.1016/j.ophtha.2021.11.023 

 

Compartilhar
Publicado por
Juliana Rosa

Posts recentes

Quando pensar em traumatismo por abuso em crianças? (caso clínico)

Como reconhecer um caso de traumatismo por abuso em crianças? No clinical drops, você recebe…

14 horas atrás

WONCA 2022: Congresso abre discussões sobre importância da Medicina da Família em tempos atuais

Acompanhe a cobertura completa do congresso internacional de medicina de família (WONCA 2022) aqui no…

18 horas atrás

O impacto de dez comorbidades na mortalidade por SDRA

Estima-se que a síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) representa 10,4% do total de internações…

18 horas atrás

CDC aprova o uso da vacina Moderna contra covid-19 para crianças de 6 a 17 anos

O CDC aprovou, por unanimidade, o uso da vacina contra covid-19 da Moderna para crianças…

19 horas atrás

Qual o melhor tratamento para a artrite reumatoide? Estudo de vida real compara DMARDs biológicos e sintéticos alvo específicos

Estudo que comparou a efetividade de quatro diferentes bDMARDs e tsDMARDs no tratamento da artrite…

22 horas atrás

Caso raro: em cirurgia inédita no Brasil, médica queima tumor de bebê dentro do útero materno

Em cirurgia inédita no Brasil, um bebê de 29 semanas de gestação passou por um…

23 horas atrás