Categorias: Medicina Interna

Uso do ferro em dias alternados é melhor que diário em mulheres com anemia ferropriva?

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O uso diário de ferro (atualmente recomendado nas diretrizes como tratamento para anemia ferropriva) pode aumentar a hepcidina sérica e diminuir a absorção do mineral nas doses subsequentes. Em novo artigo do The Lancet, publicado essa semana, pesquisadores compararam a absorção de ferro com suplementos administrados em dias consecutivos e alternados, e doses únicas versus duas doses por dia.

Nesse estudo randomizado prospectivo, pesquisadores incluíram 40 mulheres (idades entre 18 e 40 anos), da Suíça, com deficiência de ferro não grave ou moderada (níveis de ferro: 25 μg/L ou menos). As participantes receberam ferro (60 mg de FeSO4) em dias consecutivos durante 14 dias ou em dias alternados por 28 dias.

No final do tratamento, o grupo dos dias alternados apresentou maior absorção fracionada de ferro (21,8% vs. 16,3% no grupo de dias consecutivos; p = 0,0013), e também maior absorção total acumulada (175,3 mg vs. 131 mg; p = 0,0010). Durante os primeiros 14 dias de suplementação em ambos os grupos, a hepcidina sérica foi maior nas mulheres que receberam ferro todos os dias (p = 0,0031).

Leia também: ‘Uso de antiácido está relacionado com deficiência de ferro?’

Em seguida, 20 participantes receberam uma dose diária (120 mg) ou meia dose duas vezes ao dia por 3 dias consecutivos. Após 14 dias, os grupos trocaram de regime e repetiram o processo.

Não foram observadas diferenças significativas entre os níveis de absorção entre os dois regimes de dosagem. As doses divididas duas vezes ao dia resultaram em uma maior concentração de hepcidina (p = 0,013).

Em mulheres que têm deficiência de ferro, o uso diário de suplementos de ferro em doses divididas aumenta a hepcidina sérica e reduz a absorção de ferro. Com base nesses achados, os pesquisadores concluíram que fornecer suplementos de ferro em dias alternados e em doses únicas otimiza a absorção.

Você pode ler o artigo na íntegra nesse link.

E mais: ‘Baixos níveis de ferro podem estar por trás de novo tipo de enxaqueca’

Referências:

  • Iron absorption from oral iron supplements given on consecutive versus alternate days and as single morning doses versus twice-daily split dosing in iron-depleted women: two open-label, randomised controlled trials. The Lancet. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S2352-3026(17)30182-5
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

PEBMED e Saúde Global: gestão de resultados em clínicas e consultórios

No episódio de hoje, saiba mais sobre as vantagens de implantar um modelo de gestão…

30 minutos atrás

Drogas vasoativas: 10 dicas para uso no paciente grave com hipotensão

Hipotensão é uma das condições mais comuns no paciente grave, além de estar associada a…

1 hora atrás

Interrupção do uso de antidepressivo: como diferenciar recaída ou recorrência de síndrome de retirada?

É essencial diferenciar a síndrome de retirada da recaída ou recorrência já que a sintomatologia…

2 horas atrás

Tratamento de vaginose bacteriana: qual a eficácia do gel de fosfato de clindamicina 2%?

Um estudo teve o objetivo de avaliar a eficácia do gel de clindamicina vaginal comparado…

3 horas atrás

“Covid Zero”: políticas mais rigorosas de controle da pandemia pioram a saúde mental da população?

Estudo comparou o grau de restrição das políticas de enfrentamento à covid com escores de…

4 horas atrás

Suplementação de cálcio e estenose aórtica

Estudo mostrou que a suplementação de cálcio está ligada à queda da qualidade da função…

6 horas atrás