Cirurgia

Vacinação contra Covid-19 e desfechos pós-operatórios

Tempo de leitura: 3 min.

No início da pandemia, além da necessidade de reserva de recursos hospitalares, foi detectado que muitos pacientes apresentaram complicações relacionadas à infecção por SARS-CoV-2, adquirida antes ou até mesmo após o procedimento cirúrgico. Assim, inúmeros procedimentos eletivos foram adiados e até mesmo cancelados, pelo temor de complicações relacionadas à Covid-19 em um contexto de pós-operatório que agrava em muito a evolução destes pacientes. 

Com o aumento da vacinação e fases mais amenas da pandemia, houve um retorno gradual às atividades eletivas, com testagem dos pacientes e remarcações em caso de positividade no teste pré-cirurgia. Apesar disto, não há dados que certificam que a vacinação da população estivesse melhorando os resultados cirúrgicos com melhoria das complicações pós-operatórias relacionadas a Covid-19.

Métodos  

Um estudo retrospectivo que avaliou os desfechos cirúrgicos, incluindo mortalidade nos 30 dias, infecções por Covid-19, tromboembolismo, tempo de internação e reinternações. Os dados  multicêntricos de hospitais de Veteranos dos EUA, em pacientes submetidos a qualquer procedimento cirúrgico. Foi realizado pareamento de dados, para que as análises fossem semelhantes, entre os procedimentos cirúrgicos, status vacinal, história de Covid-19 prévia e dados demográficos.

Resultados 

Após as exclusões necessárias, permaneceram 3.104 pacientes no grupo vacina (1.903 Pfizer e 1.201 BioNTec) e no grupo controle um total de 7.438. Os grupos estavam equilibrados em relação aos dados epidemiológicos. O grupo vacina apresentou uma menor taxa de infecção por Covid-19 no pós-operatório (0% x 0,6%), apesar da mortalidade global ter sido semelhante (0,4% e 0,6%, vacina e controle respectivamente). O grupo vacina também apresentou menor complicações pulmonares (1,7% x 3,0%), complicações pulmonares (1,1% x 1,5%) e menor tempo de hospitalização, ao comparar com o grupo controle uni ou multivariado.  

Entre aqueles pacientes que nunca tiveram resultado positivo para Covid-19, a comparação entre vacinados e não vacinados apresentou resultados semelhantes ao resultado global. Já a comparação entre aqueles que já tiveram a doença o número de indivíduos foi pequeno para que pudesse ser realizado algum tipo de análise estatística.

Discussão

Este é um dos primeiros estudos a comparar os resultados operatórios de pacientes vacinados e não vacinados. Conforme exposto nos resultados, aqueles que receberam a vacina apresentaram menores complicações e tempo de internação que aqueles que não receberam a vacina. 

Com o retorno às atividades eletivas, este estudo demonstrou que a vacinação completa até duas semanas antes da cirurgia é benéfica e diminui as complicações pós-operatórias que poderiam estar relacionadas ao SARS-CoV-2.

Leia também: Check-list de cirurgia segura e por que devemos fazer

Para levar para casa

Apesar de questionada por alguns, os dados demonstram que a vacina está relacionada à melhoria dos índices da pandemia, assim como das complicações relacionadas a esta infecção no delicado período pós-operatório.

Referências bibliográficas:

  • Prasad NK, Lake R, Englum BR, et al. COVID-19 Vaccination Associated With Reduced Postoperative SARS-CoV-2 Infection and Morbidity. Ann Surg. 2022;275(1):31-36. doi:10.1097/SLA.0000000000005176 

 

 

Compartilhar
Publicado por
Felipe Victer

Posts recentes

PEBMED e Saúde Global: gestão de resultados em clínicas e consultórios

No episódio de hoje, saiba mais sobre as vantagens de implantar um modelo de gestão…

18 minutos atrás

Drogas vasoativas: 10 dicas para uso no paciente grave com hipotensão

Hipotensão é uma das condições mais comuns no paciente grave, além de estar associada a…

1 hora atrás

Interrupção do uso de antidepressivo: como diferenciar recaída ou recorrência de síndrome de retirada?

É essencial diferenciar a síndrome de retirada da recaída ou recorrência já que a sintomatologia…

2 horas atrás

Tratamento de vaginose bacteriana: qual a eficácia do gel de fosfato de clindamicina 2%?

Um estudo teve o objetivo de avaliar a eficácia do gel de clindamicina vaginal comparado…

3 horas atrás

“Covid Zero”: políticas mais rigorosas de controle da pandemia pioram a saúde mental da população?

Estudo comparou o grau de restrição das políticas de enfrentamento à covid com escores de…

4 horas atrás

Suplementação de cálcio e estenose aórtica

Estudo mostrou que a suplementação de cálcio está ligada à queda da qualidade da função…

6 horas atrás