Endocrinologia

Veja 5 maneiras de incentivar seu paciente a diminuir consumo de sal

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O sucesso da maioria dos tratamentos, a despeito da farmacoterapia e da necessidade de acompanhamento médico, depende da colaboração e adesão do paciente às recomendações. Um dos desafios dos médicos é incentivar a mudança de hábitos, a fim de melhorar a qualidade de vida deste indivíduo e garantir uma maior sobrevida. O sal em excesso, em especial por causa do sódio, é um dos vilões no que diz respeito a uma vida saudável.

O sódio auxilia na transmissão de impulsos nervosos, na contração das fibras musculares e também, em associação com o potássio, no equilíbrio dos níveis de fluidos corporais. Apesar de o organismo ter meios de eliminar o excesso de sal, em alguns indivíduos o corpo retém mais líquidos, o que acarreta em maior fluxo na corrente sanguínea que, por sua vez, aumenta a pressão arterial.

Leia mais: 10 recomendações para uma alimentação saudável

A Harvard Medical School preparou um documento com cinco dicas para diminuir o consumo de sal sem, com isso, perder o sabor dos alimentos.

1. Uso pimentas ou outros ativadores de sabor

Pimentas, ervas secas e frescas, alho, gengibre, vinagres, alimentos cítricos e vinhos são alguns dos ativadores de sabor. Outros temperos como pimenta preta, canela e limão dão um sabor extra à comida, sem adição de sódio.

2. Para gorduras saudáveis, recomende nozes 

Para aprimorar o sabor da comida e, assim, evitar o uso de gorduras com adição de sal (manteigas ou margarinas), recomende como alternativa saudável o óleo de canola, azeite de oliva e óleo de nozes.

3. Saltear alimentos

Saltear os alimentos faz com que o sabor seja liberado naturalmente, principalmente em peixes, frangos e na maioria dos vegetais. Caso o paciente cozinhe no micro-ondas, oriente-o a adicionar algo cítrico ou um pouco de azeite.

4. Substituição do pão

Todo tipo de pão, mesmo os integrais, contêm uma quantidade considerável de sal. Você pode sugerir ao paciente a substituição por cereal integral. Em vez de pão no café da manhã, por exemplo, oriente ao paciente consumir grãos, cereais ou frutas secas.

5. Oriente o paciente a consumir produtos orgânicos em vez de industrializados

Alimentação baseada em orgânicos tem menor adição de sódio do que produtos industrializados. Recomende ao paciente, se possível, dar preferência a alimentos crus que contenham sabor natural, como os vendidos em feiras orgânicas e estabelecimentos especializados.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

Referências:

Compartilhar
Publicado por
Roberto Caligari
Tags: salsódio

Posts recentes

Transtorno do pânico: qual a diferença do ataque de pânico?

Neste episódio, a Dra. Paula Hartmann vai falar sobre transtorno do pânico. Entenda os fatores…

11 horas atrás

Xantelasma: Diagnóstico e tratamento

O xantelasma é uma placa de gordura, amarelada que ocorre mais comumente no canto interno da pálpebra.…

11 horas atrás

Síndrome do piriforme: o que é e qual o seu tratamento?

A síndrome do piriforme é uma condição decorrente da compressão do nervo ciático pelo músculo…

12 horas atrás

Urina de 24 horas: como orientar a coleta?

Embora a coleta/conservação de urina seja simples, ela costuma gerar muitas dúvidas nos pacientes e até…

13 horas atrás

Enfermeiros dos EUA são mais propensos a ter pensamentos suicidas do que outros trabalhadores da área de saúde

Os pesquisadores descobriram que o Burnout estava fortemente associado à pensamentos suicidas entre os enfermeiros.…

15 horas atrás

Assistência manual intermitente da respiração versus pressão suporte durante o processo de extubação

Não só a intubação orotraqueal mas o processo da extubação é um dos maiores desafios…

16 horas atrás