Veja nova diretriz AHA 2019 para anticoagulação na fibrilação atrial

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

No início do ano, a American Heart Association (AHA)publicou novas diretrizes sobre anticoagulação na fibrilação atrial. E por que tantas novidades sobre o mesmo tema? Constantemente há pesquisas novas sobre o assunto. Há pelo menos quatro NOACs no mercado disputando indicações e preferências. Com isso, é natural um número crescente de publicações. Ao revisarmos o tema, trouxemos o que há de destaque ou conflitante em relação a nossas publicações prévias:

angioTC

Quais pacientes têm indicação de usar anticoagulantes orais na fibrilação atrial?

  • Homem com CHA2DS2VASc = 2
  • Mulher com CHA2DS2VASc = 3

Quais pacientes NÃO têm indicação de usar anticoagulantes orais na FA?

  • Homem com CHA2DS2VASc = 0
  • Mulher com CHA2DS2VASc = 1

Onde há dúvida? Mas a tendência é fazer sim a ACO, desde que HAS-BLED < 3

  • Homem com CHA2DS2VASc = 1
  • Mulher com CHA2DS2VASc = 2

Qual anticoagulante escolher?

A diretriz é clara ao afirmar que os NOAC são preferidos à varfarina em pacientes com FA. Só há duas exceções nas quais a varfarina é primeira escolha: prótese mecânica valvar e/ou estenose mitral moderada-a-grave. Esse último aspecto, frisar que não é qualquer FA valvar que indica varfarina, mas apenas estenoses mitrais, foi também muito discutido na diretriz da Chest que citamos anteriormente.

FA em geral NOAC
FA + prótese valvar mecânica Varfarina
FA + estenose mitral moderada ou grave Varfarina

Outros pontos importantes foram:

  1. Na DRC estágios 4 ou 5, prefira varfarina ou apixabana.
  2.  Se uma cirurgia é necessária, a estratégia de “ponte com heparina” só deve ser utilizada em pacientes com alto risco de trombose, como prótese valvar mecânica ou AVC embólico prévio. Para os demais, é suspender o ACO, realizar o procedimento e retornar a medicação assim que possível.
  3.  Idarucizumab, para dabigatrana, e Andexanet, para os anti-Xa, são aprovados como antídotos em caso de sangramento usando NOAC.
  4. Para pacientes com contraindicação à ACO, considere a oclusão percutânea do apêndice atrial esquerdo.
  5. Considere ablação no paciente com ICFER sintomática e FA, a fim de manter ritmo sinusal.
  6. Em obesos, perder peso pode ajudar a controlar a FA.

A FA com < 48 horas de duração?

Essa população, tida como “FA aguda”, é uma das menos estudadas. A diretriz da AHA trouxe inovações na recomendação, ao atribuir a esse grupo as mesmas recomendações dos demais pacientes com FA crônica, paroxística ou permanente.

Leia mais: Fibrilação atrial: conheça as principais abordagens terapêuticas

Desse modo, se CHA2DS2VASc baixo (homem=0, mulher=1), não há indicação de ACO, nem por 4 semanas. Só é feito intra-hospitalar para cardioversão. Por outro lado, mesmo no episódio único de FA aguda, se CHA2DS2VASc = 2 (homem) ou 3 (mulher), há indicação de NOAC diário para toda a vida.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • January CT, Wann LS, Calkins H et al. 2019 AHA/ACC/HRS focused update of the 2014 AHA/ACC/HRS guideline for the management of patients with atrial fibrillation: a report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Clinical Practice Guidelines and the Heart Rhythm Society. Circulation. 2019;139. doi:10.1161/CIR.0000000000000665

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Um comentário

  1. Avatar
    mariza chartune teixeira marques

    Paciente de 69 anos de idade, assintomática, com extrassístoles supraventriculares raras no ECG de repouso, holter com 302 ESV, 8 tpsv não sustentada (a mais longa com 13 complexos), compativeis com FA. Sem HAS, sem DM, em uso de atenolol 25 mg (2/dia). VAi se submeter a cirurgia ortopédica (ombro). Indicada a anticoagulação antes da cirurgia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar