Videocirurgias na pandemia de coronavírus: devemos evitar?

Em tempo de pandemia de coronavírus, as decisões necessitam ser tomadas de forma ágil para impedir a transmissão do vírus nos diferentes ramos da sociedade.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Nestes tempos de pandemia, as decisões necessitam ser tomadas de forma ágil para impedir a transmissão do vírus nos diferentes ramos da sociedade. Desde o início as orientações eram, e continuam sendo, para postergar as cirurgias eletivas. No entanto, à medida que a pandemia evoluiu, novas teorias sobre as formas de transmissão foram propostas e diversas orientações a este respeito foram emanadas.

Uma destas recomendações colocaria a cirurgia videolaparoscópica como um potencial agente contaminante devido ao aerossol criado ao desinsuflar a cavidade abdominal. Com isto, a recomendação era para que as cirurgias de urgências fossem preferencialmente realizadas pela via convencional.

Videocirurgia no coronavírus

Isto pareceria um retrocesso na prática clínica; retornar a operar com grandes incisões principalmente os casos já consagrados para a cirurgia videolaparoscópica, como as colecistectomias e apendicectomias. O grande diferencial dos métodos minimamente invasivos é a possibilidade da curta permanecia hospitalar e retorno precoce as atividades usuais.

As orientações nunca foram tão dinâmicas como neste período de corona vírus, e na cirurgia não poderia ser diferente. Assim, baseado no fato que a infecção da equipe durante o procedimento parece ser baixa, e nunca houve e nem haverá tempo hábil para um estudo comparando a cirurgia aberta com a cirurgia por vídeo, as sociedades alteraram as orientações. Junto a isto está o fato de uma curta internação libera os recursos hospitalares para serem utilizados em pacientes infectados pelo corona vírus.

Leia também: Covid-19 e prática cirúrgica: como um paciente manifesta a doença no pós-operatório?

Assim no caso uma cirurgia de urgência, recomenda-se que seja por videolaparoscopia desde que alguns cuidados extras também sejam tomados, os quais podemos destacar:

  • Utilização de salas com pressão negativa (se disponível);
  • Restringir a entrada de pessoas não essências dentro da sala operatória;
  • Uso de EPIs recomendados pela OMS;
  • Eletrobisturi, bisturi harmônico e assemelhados devem ser utilizados com baixa energia e por pouco tempo (as gotículas geradas por estes dispositivos podem dispersar partículas virais no ambiente);
  • A insuflação com CO2 deve ser mantida no menor nível que permita o procedimento;
  • Todo o pneumoperitônio deve ser evacuado através de filtros antes da retirada dos trocartes ou para a retirada da peça. (o mesmo se aplica para quando há necessidade de troca do pneumoperitônio por excesso de suspensão pelo uso do eletrobisturi);
  • Desparamentação, lavagem das mão, e tomada de banho ainda dentro do centro cirúrgico.

Um ponto que também deve ser avaliado pelo cirurgião é a possibilidade de tratamento não operatório. Isto é um tema complexo e em algumas situações não compatível com a realidade dos diferentes serviços de cirurgia no Brasil.

No caso da apendicite, por exemplo, apesar de existir respaldo científico, o tratamento conservador por alguns protocolos requer um tempo de antibiótico venoso que em alguns casos podem ser superior ao tempo da internação cirúrgica. Como outro exemplo temos a punção percutânea de vesícula biliar nos casos de colecistite aguda, o que adiará a cirurgia por um período, porém requer um serviço de radiologia intervencionista de prontidão.

Veja mais: E quando um paciente com coronavírus necessita de cirurgia?

Conclusões

Infelizmente não temos dados concretos para quais medidas devem ser adotadas nas situações emergência no que tange a contaminação a equipe de saúde. Num caso de necessidade caberá ao cirurgião julgar qual é a melhor conduta a ser tomada entre as opções disponíveis. Independente da medida adotada é inequívoca a necessidade de paramentação e cuidados especiais aos membros da equipe para evitar uma disseminação ainda maior.

Diferente das diretrizes e concessos, que possuem critérios mais rígidos, as recomendações de sociedade são baseadas em artigos e opiniões de especialistas na área, sem que haja uma grande discussão sobre o assunto. Apesar de não ideal, o momento exige uma agilidade sem precedentes que somente estas recomendações conseguem seguir.

Portanto mesma esta recomendação atual pode mudar dentro de alguns dias e o cirurgião deve permanecer atendo e acompanhado suas sociedades de especialidade para oferecer medidas que asseguram a segurança do paciente e da equipe médica.

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão