Você sabe classificar tremor?

Sempre que nos deparamos com um paciente apresentando tremor, quase que instantaneamente associamos Parkinson, porém, nem tudo que treme é Parkinson.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Sempre que nos deparamos com um paciente apresentando tremor, quase que instantaneamente associamos à Doença de Parkinson, porém, nem tudo que treme é Parkinson. Então como diferenciar os tremores entre si? Esse texto visa uma rápida discussão para ficarmos mais confiantes em definir ou excluir causas diversas deste sintoma tão comum.

Em 2017 a MDS (Moviment Disorders Society) publicou um novo consenso da classificação de tremor (o qual essa matéria se baseia). Essa abordagem da classificação de doenças é comum em estudos epidemiológicos nos quais as características clínicas de uma doença são usadas para definir uma síndrome clínica, e os estudos dessa síndrome levam à descoberta de uma ou mais etiologias.

O artigo começa definindo tremor como “um movimento oscilatório, involuntário e rítmico de uma parte do corpo.” Ele divide a investigação do tremor em dois eixos:

  1. Características clínicas
  2. Etiologia

consulta idoso

Tremor: características clínicas

Neste primeiro eixo, as características clínicas do tremor (fig 1; clique para ampliar) são especificadas em termos de história médica (idade de início, história familiar, evolução temporal e exposição a drogas e toxinas), características (distribuição corporal, condição de ativação, e frequência) e sinais associados. Em alguns casos existe também a necessidade de exames complementares.

tremor
Adaptado de: Mov Disord. 2016 Jan;33(1):75-87. doi: 10.1002/mds.27121. Epub 2017 Nov 30.

 

A identificação das condições de ativação é de vital importância (fig 2; clique para ampliar). As duas principais classificações de ativação são:

– Tremor de repouso
– Tremor de ação.

Sendo incluído com subtipo do tremor de ação os tremores posturais, cinéticos (simples e intencional), de tarefa específica e isométricos.

tremor
Adaptado de: Mov Disord. 2016 Jan;33(1):75-87. doi: 10.1002/mds.27121. Epub 2017 Nov 30.

 

Tremor de repouso: em uma parte do corpo que não é voluntariamente ativada. Deve ser avaliado quando o paciente está tentando relaxar e é dada a oportunidade adequada para relaxar a parte do corpo afetada, pode aparecer ou aumentar durante a caminhada ou ao realizar movimentos de outra parte do corpo.

Tremor de ação: ocorre enquanto mantém voluntariamente uma posição contra a gravidade (tremor postural e ortostático) ou durante qualquer movimento voluntário (tremor cinético). O cinético é subdividido em simples tremor cinético, no qual o tremor é aproximadamente o mesmo durante todo um movimento, e tremor intencional, no qual um aumento crescente do tremor ocorre conforme uma parte do corpo se aproxima de seu alvo visual.

Outras formas de ação são o tremor postural específico da posição, ao manter uma posição ou postura específica, e tremor tarefa específica, que ocorre durante uma tarefa específica, como a escrita. O tremor isométrico ocorre durante uma contração muscular contra um objeto estacionário rígido, como apertar os dedos de um examinador.

Frequência do tremor também é uma ferramenta usada na caracterização, porém a maioria (não todos) dos tremores patológicos possuem frequência de 4 a 8 Hz.

Ainda no Eixo 1, vemos na prática clínica que alguns sinais e sintomas acima descritos irão coexistir e por isso uma síndrome clínica específica foi sugerida (fig 3; clique para ampliar). Por exemplo, uma síndrome que consiste apenas em tremor é chamada de síndrome do tremor isolado. As síndromes são definidas com o objetivo de facilitar uma busca por etiologias específicas no Eixo 2. As síndromes são ferramentas de reconhecimento de padrões. A utilidade de qualquer síndrome depende de quão cuidadosamente ele é definido e de como é utilizado.

Uma síndrome pode ter múltiplas etiologias. Teoricamente, qualquer combinação de características no Eixo 1 é uma possível síndrome.

As síndromes do Eixo 1 atualmente aceitas são resumidas nos parágrafos seguintes e na figura 3. Para fins clínicos e de pesquisa, cada paciente geralmente pode ser classificado em uma das síndromes listadas aqui.

Para tremores indeterminados, surge a questão se esta é uma nova síndrome de tremor ou se é necessário tempo para que uma síndrome existente se torne suficientemente estabelecida para o diagnóstico do Eixo 1. É evidente que os recursos do Axis 1 podem mudar com o tempo, tornando inválida uma classificação sindrômica inicial. Em tais casos, a síndrome inicial deve ser documentada no histórico médico.

tremor
Adaptado de: Mov Disord. 2016 Jan;33(1):75-87. doi: 10.1002/mds.27121. Epub 2017 Nov 30.

 

E por fim temos o Eixo 2 que trata da classificação etiológica, em que diversas patológicas são enumeradas (fig 4; clique para ampliar)

tremor
Adaptado de: Mov Disord. 2016 Jan;33(1):75-87. doi: 10.1002/mds.27121. Epub 2017 Nov 30.

 

Essa abordagem da classificação de tremor proporciona ampla flexibilidade para a elucidação de novas síndromes ou fenótipos sem suposições etiológicas. Isso é muito importante, em particular, para tremores isolados de etiologia desconhecida.

Depois de classificar podemos diferenciar um tremor do outro, mas isso é assunto para uma próxima vez. Recomendo a todos a leitura do artigo que está como referência da matéria.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Referências:

  • Bhatia, K. P., Bain, P. , Bajaj, N. , Elble, R. J., Hallett, M. , Louis, E. D., Raethjen, J. , Stamelou, M. , Testa, C. M., Deuschl, G. and , (2018), Consensus Statement on the classification of tremors. from the task force on tremor of the International Parkinson and Movement Disorder Society. Mov Disord., 33: 75-87. doi:10.1002/mds.27121
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Tags