Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Whitebook / Você sabe identificar uma obstrução intestinal?
jaleco medico

Você sabe identificar uma obstrução intestinal?

Acesse para ver o conteúdo

Inscreva-se gratuitamente para acessar esse conteúdo e muito mais no Portal PEBMED!

Tenha acesso ilimitado a quizzes, casos clínicos, novos estudos e diretrizes atualizadas.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Nesta semana, falamos sobre uma obstrução intestinal difícil de diagnosticar. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, trazemos definição, causas e apresentação clínica da obstrução intestinal.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook Clinical Decision! Baixe grátis.

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Definição: Interrupção do fluxo intraluminal intestinal, que pode ser de natureza funcional (por anormalidade na função intestinal) ou mecânica (por presença de estenose, compressão extra-luminal ou corpo intra-luminal).

Fisiopatologia: Obstrução de Alça → Acúmulo de fluídos e gases proximal ao ponto de obstrução → ↑ Pressão intraluminal → Compressão de vasos na parede intestinal → Isquemia → Edema de Alças → Infarto/Necrose → Perfuração.

Principais Causas:

  • Delgado (Alta): 1º) Bridas / 2º) Neoplasias (pp. Carcinomatose peritoneal metastática) / 3º) Hérnias estranguladas / Outras: Intussuscepção; Endometriose; Íleo biliar; Síndrome de Bouveret; Bezoar; Abscesso intra-abdominal; doença inflamatória (Crohn, tuberculose); congênita (atresia, má-rotação);
  • Cólon (Baixa): 1º) Neoplasias (pp. Tumor colorretal) / 2º) Volvo / 3º) Doença Diverticular (complicação rara da doença) / Outras: Fecaloma; Doença de Hirschsprung; Doença de Crohn; Abscesso intra-abdominal; corpo estranho; hérnia; brida;
  • Obstrução Intestinal Funcional: Obstrução na ausência de obstáculo mecânico. Causada por perda da função motora. Caracteriza-se clinicamente por diminuição ou ausência dos ruídos hidroaéreos. Em geral, é causada por um ou mais dos seguintes fatores: Pós-operatório: Principalmente cirurgias abdominais de grande porte (laparotomia ou laparoscopia); Fármacos: Principalmente anticolinérgicos; opióides; bloqueadores de canais de cálcio e tricíclicos; Distúrbios hidroeletrolíticos: Principalmente Hipocalemia.

Apresentação Clínica

  • Dor abdominal paroxística em cólica → Pode evoluir para dor contínua intensa e desproporcional ao exame (sinal de estrangulamento);
  • Obstrução mecânica: Peristalse de luta → ↑ Ruídos hidroaéreos que adquirem som metálico e podem ser visíveis (Ondas de Kussmaul);
  • Obstrução funcional: ↓ ou ausência de ruídos hidroaéreos:
    – Íleo Paralítico (ou Adinâmico): Apresenta-se como obstrução intestinal alta, com presença de vômitos e diminuição dos ruídos hidroaéreos. Radiologicamente caracterizado por distensão difusa de alças intestinais de delgado e cólon, sem sinais de obstrução mecânica;
    – Síndrome de Ogilvie (Pseudo-obstrução colônica aguda): Apresenta-se como obstrução intestinal baixa, geralmente associada a trauma, infecções, pós-operatório, doenças retroperitoniais e doenças sistêmicas graves. Radiologicamente caracterizada por distensão colônica, principalmente em ceco.
  • Grau de obstrução: Parada de eliminação de gases e fezes (Obstrução Completa) ou diarreia paradoxal (Obstrução Parcial);
  • Manifestações são pouco específicas para indicar altura da obstrução, porém as seguintes manifestações sugerem:
    – Delgado (Alta): Vômitos biliosos precoces e importantes, com pouca distensão abdominal;
    – Cólon (Baixa): Vômitos tardios fecalóides ou ausentes, com distensão abdominal importante.

Complicações:

  • Secreção de líquidos para o lúmen + Disabsorção → Hipovolemia: Comprometimento hemodinâmico;
    Desidratação e distúrbios hidroeletrolíticos;
  • Supercrescimento bacteriano → Translocação bacteriana → Sepse;
  • Perda da peristalse de luta (sinal de pior prognóstico);
  • Comprometimento Arterial (Estrangulamento) → Necrose → Ruptura → Peritonite Fecal: Alteração do nível de consciência; taquicardia; febre; dor intensa à palpação; descompressão dolorosa; sinais de defesa abdominal.

Classificação Clínica da Obstrução Intestinal

  • Mecanismo: Mecânica X Funcional: Caracterização: Peristalse de luta (Mecânica) X ↓ Ruídos Hidroaéreos (Funcional ou mecânica avançada);
  • Altura: Alta (Delgado) X Baixa (Cólon): Caracterização: Quanto mais proximal mais precoce e importantes são os vômitos (vômitos biliosos), quanto mais distal mais tardio são os vômitos (vômitos fecalóides) e maior é a distensão abdominal;
  • Grau de obstrução: Completa X Parcial (Suboclusão): Caracterização: Parada de eliminação de gases e fezes sugere obstrução completa, enquanto a presença de diarreia paradoxal sugere obstrução parcial;
  • Gravidade: Simples X Complicada: Caracterização: Estrangulada (Comprometimento Vascular) → Dor desproporcional ao exame físico → Indica intervenção precoce.
  • Obstrução em Alça Fechada: Obstrução em dois pontos (ex: Volvo; hérnia encarcerada) → Rápido acúmulo de gases e líquidos → Maior propensão à ruptura → Intervenção precoce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.