Página Principal > Colunistas > Você sabe o que é disease mongering?
médica conversando com paciente mulher durante consulta

Você sabe o que é disease mongering?

Tempo de leitura: 2 minuto.

Descobertas médicas andam lado a lado com novas inovações da indústria farmacêutica. Como patrocinadoras de pesquisas, elas conseguem grande influência no meio e, não à toa, estão entre as empresas mais influentes do mundo.

Entretanto, maior do que o gasto com pesquisas, é o gasto com publicidade. Propagandas das indústrias farmacêuticas consomem o dobro do investimento feito em pesquisas. Presentes dos congressos médicos à porta de nossos consultórios, é inevitável o modo como suas estratégias de marketing podem influenciar no nosso trabalho.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

No começo da década passada começou a ser questionado se a pressão da indústria farmacêutica poderia estar influenciando nosso trabalho, tornando indivíduos saudáveis em doentes a serem medicalizados. É a criação de doenças, o disease mongering.

Após publicidade para público médico e leigo, disfunções acabam sendo sobrediagnosticadas, o que leva à medicalização de um público muito maior do que o de verdadeiros portadores dessas disfunções. São exemplos, hipofunção sexual masculina (caracterizada ereções menos duradouras), déficit de atenção e redução da libido após a menopausa.

O papel do médico é guiar os pacientes para diagnosticar quando realmente há uma disfunção passível de ser medicada e quando o que estamos diante é uma variação da normalidade. Devemos estar atentos para promover um cuidado integral, o que inclui, certamente, protege-los de serem taxados com doenças que não possuem.

Veja também: ‘Publicidade médica: o que devemos ter em mente’

Autora:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.