Página Principal > Dermatologia > Acne vulgaris: novas diretrizes indicam o melhor tratamento

Acne vulgaris: novas diretrizes indicam o melhor tratamento

Tempo de leitura: 2 minutos.

A acne vulgaris é uma doença que acomete 80% dos jovens brasileiros e provoca importantes efeitos psicológicos e na autoestima das pessoas. Sua principal complicação é a formação de cicatrizes permanentes. A American Academy of Dermatology atualizou as suas diretrizes com novas recomendações para o manejo dessa condição dermatológica. Veja a seguir os principais pontos.

Tratamento da acne vulgaris

  • Os retinoides de uso tópico são recomendados como monoterapia para acne comedoniana ou em combinação com antimicrobianos tópicos ou orais em pacientes com acne mista ou primariamente inflamatória.
  • Peróxido de benzoíla é um tratamento tópico eficaz para acne.
  • A antibioticoterapia tópica (clindamicina ou eritromicina) é recomendada apenas em combinação com peróxido de benzoíla.
  • A antibioticoterapia sistêmica é recomendada para o manejo de acne inflamatória moderada e severa e resistente a tratamentos tópicos.
  • O uso sistêmico de antibióticos deve ser limitado à duração mais curta possível, geralmente três meses. A terapia tópica concomitante e em andamento com peróxido de benzoíla ou um retinoide tópico é recomendada para manutenção.
  • Os contraceptivos orais combinados são eficazes no tratamento da acne inflamatória em meninas e mulheres.
  • A isotretinoína oral (roacutan) é recomendada para tratamento de acne nodular grave, recalcitrante moderada ou que produz cicatrizes ou sofrimento psicossocial.
  • O manejo bem sucedido da acne depende da avaliação precisa da morfologia da acne e sua gravidade e do desenvolvimento de um regime de tratamento adequado. Os benefícios do tratamento incluem redução do desconforto, morbidade psicológica e cicatrizes.
  • O dermatologista é o profissional mais adequado para a avaliação e o tratamento desta doença.

Novos tratamentos para acne vulgaris

No final de 2018, a Food and Drug Administration (FDA), agência americana de controle de medicamentos, aprovou uma loção à base de tretinoína 0,05% para uso diário (Altreno, Ortho Dermatologics) que promete a eficácia de um retinoide com um perfil mais bem tolerado. O medicamento tornou-se o primeiro produto de tretinoína disponível nos Estados Unidos na forma de loção. As reações adversas foram relatadas em menos de 4% dos pacientes, sendo as mais comuns ressecamento, dor, eritema, irritação e esfoliação.

Veja também: ‘7 Mitos sobre a Acne passados a limpo’

Referências:

  • Management of Acne Vulgaris. Roman C Cifu A Stein S K B V G et. al. JAMA, 2016 vol: 316 (13) pp: 1402. DOI: 10.1001/jama.2016.11842

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.