Página Principal > Dermatologia > Você sabe tratar acne vulgaris? Novas diretrizes indicam a melhor conduta

Você sabe tratar acne vulgaris? Novas diretrizes indicam a melhor conduta

A acne é uma doença que acomete 80% dos jovens brasileiros e provoca importantes efeitos psicológicos e na autoestima das pessoas. A American Academy of Dermatology atualizou as diretrizes de 2007 com novas recomendações para o manejo da acne vulgaris. Separamos os principais pontos.

  • Os retinoides de uso tópico são recomendados como monoterapia para acne comedoniana ou em combinação com antimicrobianos tópicos ou orais em pacientes com acne mista ou primariamente inflamatória
  • Peróxido de benzoíla é um tratamento tópico eficaz para acne
  • A antibioticoterapia tópica (clindamicina ou eritromicina) é recomendada apenas em combinação com peróxido de benzoíla

Veja também: ‘7 Mitos sobre a Acne passados a limpo’

  • A antibioticoterapia sistêmica é recomendada para o manejo de acne inflamatória moderada e severa e resistente a tratamentos tópicos
  • O uso sistêmico de antibióticos deve ser limitado à duração mais curta possível, geralmente 3 meses. A terapia tópica concomitante e em andamento com peróxido de benzoíla ou um retinoide tópico é recomendada para manutenção
  • Os contraceptivos orais combinados são eficazes no tratamento da acne inflamatória em meninas e mulheres
  • A isotretinoína oral (roacutan) é recomendada para tratamento de acne nodular grave, recalcitrante moderada ou que produz cicatrizes ou sofrimento psicossocial

E mais: ‘Os diferentes efeitos antiacne dos contraceptivos hormonais’

O manejo bem sucedido da acne depende da avaliação precisa da morfologia da acne e sua gravidade e do desenvolvimento de um regime de tratamento adequado. Os benefícios do tratamento incluem redução do desconforto, morbidade psicológica e cicatrizes.

O dermatologista é o profissional mais adequado para a avaliação e o tratamento desta doença.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • Management of Acne Vulgaris. Roman C Cifu A Stein S K B V G et. al. JAMA, 2016 vol: 316 (13) pp: 1402. DOI: 10.1001/jama.2016.11842

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.