Whitebook: como realizar o controle glicêmico em terapia intensiva?

Tempo de leitura: 3 minutos.

Esta semana, falamos no Portal PEBMED sobre o uso da metformina reduzir o risco do mortalidade em pacientes com diabetes e Covid-19. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, vamos falar sobre o controle glicêmico de um paciente internado em terapia intensiva.

Veja mais sobre esta e outras condutas médicas no Whitebook! Baixe grátis!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Protocolo Glicêmico

Protocolo geral de controle glicêmico:

  • Início: se houver 2 ou mais medidas de glicemia > 180 mg/dL;
  • Alvo: 80-120 mg/dL;
  • Cálculo: uma unidade de insulina reduz a glicemia em até 30 mg/dL;
  • Diluição: insulina regular 100 unidades (1 mL) + SF 0,9% 99 mL (concentração: 1 unidade/mL) EV em BIC;
  • Administração: fazer um flush de 20 mL pelo equipo para homogeneizar o circuito.

Cálculo da taxa de infusão inicial:

  • Taxa de infusão (unidade/hora ou mL/hora): dividir a glicemia por 70 e arredondá-la;
  • Se a glicemia inicial for maior que 150, fazer dose de ataque semelhante à velocidade de infusão;
  • Se for necessário ajuste adicional, variar na taxa de 0,5 unidade/hora;
  • Dose prática:
    • > 180 mg/dL: 2 mL/hora;
    • > 220 mg/dL: 4 mL/hora.

Glicemia Capilar Periódica

  • Iniciar avaliação de 1/1 a 2/2 horas;
  • Após três medidas no valor alvo, verificar de 2/2 horas até que se mantenha estável por 12-24 horas;
  • Em seguida, aumentar intervalo para cada 3-4 horas;
  • Se paciente hipotenso, dosar a glicemia por cateter;
  • Critérios para reiniciar verificação de 1/1 hora: mudanças na infusão de insulina, variações abruptas da glicemia ou glicemia em níveis críticos (< 60 mg% ou > 360 mg%).

Ajuste após Estabilização Inicial

  • Se houver queda da glicemia > 50% do valor do último controle, diminuir a taxa de infusão pela metade ou desligá-la;
  • Glicemia entre 60-80 mg/dL: diminuir a infusão, dependendo do valor anterior (alteração em torno de 0,5 a 1 unidade/hora), ou desligá-la;
  • Glicemia entre 40-60 mg/dL: interromper a infusão e garantir aporte basal de glicose;
  • Glicemia < 40 mg/dL: glicose hipertônica 50% (5 g/10 mL) 2-4 ampolas EV. Interromper a infusão e checar novamente em 1 hora. Reiniciar protocolo após, no mínimo, 2 horas.

Nomograma Simplificado para Infusão Venosa de Insulina

Esquema de dose inicial de glicemia (mg%):

  • 201-250 mg%: 3 unidades em bólus. Iniciar 2 unidades/hora;
  • 251-300 mg%: 6 unidades em bólus. Iniciar 2 unidades/hora;
  • 301-350 mg%: 8 unidades em bólus. Iniciar 2 unidades/hora;
  • 351-450 mg%: 10 unidades em bólus. Iniciar 2 unidades/hora;
  • ≥ 451 mg%: avisar plantonista.

Valores de glicemia (mg%) abaixo do desejado:

  • < 60 mg%: parar a infusão e fazer glicose 50% 25-50 mL EV;
  • 61-80 mg%:
    • Infusão 1-6 unidades/hora: parar a infusão. Verificar glicemia em 1 hora. Quando glicemia > 120, reiniciar insulina, diminuindo a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 7-12 unidades/hora: parar a infusão. Verificar glicemia em 1 hora. Quando glicemia > 120, reiniciar insulina, diminuindo a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão ≥ 13 unidades/hora: parar a infusão. Verificar glicemia em 1 hora. Quando glicemia > 120, reiniciar insulina, diminuindo a infusão em 3 unidades/hora;
  • 81-100 mg%:
    • Infusão 1-3 unidades/hora: parar a infusão. Verificar glicemia em 1 hora. Quando glicemia > 120, reiniciar insulina, diminuindo a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão ≥ 4 unidades/hora: diminuir a infusão em 50%;
  • 101-120 mg%:
    • Infusão 1-3 unidades/hora: diminuir a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 4-6 unidades/hora: diminuir a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão 7-9 unidades/hora: diminuir a infusão em 3 unidades/hora;
    • Infusão 10-12 unidades/hora: diminuir a infusão em 4 unidades/hora;
    • Infusão 13-16 unidades/hora: diminuir a infusão em 5 unidades/hora;
    • Infusão > 16 unidades/hora: diminuir a infusão em 6 unidades/hora.

Valores de glicemia (mg%) no nível desejado – não alterar infusão neste momento:

  • 120-200 mg%: se a glicemia continua a diminuir, porém dentro do nível desejado nas próximas 3 horas, reduzir a infusão em 1-2 unidade/hora.

Valores de glicemia (mg%) acima do desejado:

  • 201-250 mg%:
    • Infusão 1-5 unidades/hora: 2 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 6-10 unidades/hora: 3 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão 11-16 unidades/hora: 3 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 3 unidades/hora;
    • Infusão > 16 unidades/hora: avisar plantonista;
  • 251-300 mg%:
    • Infusão 1-5 unidades/hora: 3 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 6-10 unidades/hora: 5 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão 11-16 unidades/hora: 5 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 3 unidades/hora;
    • Infusão > 16 unidades/hora: avisar plantonista;
  • 301-350 mg%:
    • Infusão 1-5 unidades/hora: 8 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 6-10 unidades/hora: 8 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão 11-16 unidades/hora: 8 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 3 unidades/hora;
    • Infusão > 16 unidades/hora: avisar plantonista;
  • 351-450 mg%:
    • Infusão 1-5 unidades/hora: 10 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 1 unidade/hora;
    • Infusão 6-10 unidades/hora: 10 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 2 unidades/hora;
    • Infusão 11-16 unidades/hora: 10 unidades em bólus. Aumentar a infusão em 3 unidades/hora;
    • Infusão > 16 unidades/hora: avisar plantonista;
  • > 450 mg%: Avisar plantonista.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Relacionados