Psiquiatria

Whitebook: Doença de Alzheimer

Tempo de leitura: 3 min.

Publicamos essa semana um estudo recente sobre Doença de Alzheimer e declínio cognitivo, divulgado no ATS 2021. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do  Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação clínica dessa doença.

Baixe agora gratuitamente o Whitebook e tenha tudo sobre todas as condutas médicas, na palma da mão!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Anamnese da Doença de Alzheimer

Epidemiologia: É fundamental entender que a DA aumenta sua incidência de acordo com a idade. Por isso, entre indivíduos na faixa etária entre 65-70 anos, a incidência é de 5/1.000. Por sua vez, entre indivíduos com idade superior a 85 anos, a incidência se aproxima a 60-80/1.000.

Outro meio interessante de entender o impacto da DA na sociedade é perceber que esta é responsável por 60-80% de todos os casos de demência diagnosticados.

Quadro clínico:

  • Diante de um paciente com quadro demencial, a primeira etapa é considerar os motivos de queixa de memória em idosos e etiologias reversíveis:
    • Envelhecimento normal;
    • Depressão;
    • Doença sistêmica;
    • Efeito colateral de medicação;
    • Deficiência cognitiva leve;
    • Hipotireoidismo;
    • Carência de vitamina B12;
  • O comprometimento da memória é o sintoma inicial mais comum da demência da DA. Em pacientes com a forma típica da doença, déficits em outros domínios cognitivos podem aparecer com, ou após, o desenvolvimento do comprometimento da memória;
  • Memória episódica declarativa: O subtipo da memória primariamente afetado. Podemos caracterizá-la como a memória responsável por lembrar fatos e datas;
  • Ainda é possível subdividi-la em:
    • Memória imediata: É aquela que usamos para repetir algo que aconteceu imediatamente antes (ex.: um número de telefone que acabou de ser escutado);
    • Memória para fatos recentes: É aquela que usamos para lembrar algo que ocorreu há algum tempo (ex.: lembrar uma pequena sequência numérica, após um período de distração). Como essa janela de tempo pode ser variável, é possível explicar como alguns fatos antigos (como aqueles que ocorreram há dias ou meses) não podem mais ser recordados no paciente com DA, justamente porque ele perde a capacidade de consolidação dos fatos recentes;
  • A disfunção executiva e o comprometimento visuoespacial estão frequentemente presentes no início, enquanto déficits na linguagem e sintomas comportamentais geralmente se manifestam mais tarde no curso da doença. Esses déficits se desenvolvem e progridem de forma insidiosa;
  • Há disfunção executiva, caracterizada pela incapacidade de resolver problemas que antes eram facilmente solucionados. Além disso, a capacidade de percepção da doença é afetada nos pacientes com DA. Assim, eles passam a não mais perceber a doença (uma condição conhecida como anosognosia: perda de consciência);
  • Com a evolução da doença, os sintomas passam a acometer outros domínios cognitivos, tornando a distinção entre os tipos de demência mais difícil. Sintomas como alucinações e ilusões tornam-se comuns com o tempo;
  • Mais raros, os déficits de linguagem, as anormalidades visuoespaciais ou mesmo as funções executivas podem ser prejudicados, como o sintoma inicial mais proeminente nas formas atípicas;
  • Outros sintomas: Apraxia, disfunção olfatória e distúrbios do sono.

Curso clínico: A DA progride inexoravelmente. O progresso da doença pode ser medido com escalas de estado mental, como o miniexame do estado mental (MMSE), a avaliação cognitiva de Montreal (MoCA) e a escala de classificação de demência clínica.

Embora o curso clínico medido por tais escalas não seja necessariamente linear, vários estudos descobriram que os pacientes diminuem de 3-3,5 pontos, em média, no MMSE a cada ano, com uma minoria (< 10%) com declínio mais rápido e progressivo de 5-6 pontos no MMSE anual.

Fatores de risco:

  • O fator de risco mais importante para o desenvolvimento da doença é a idade;
  • A presença de alelo APOE4, o baixo nível educacional, uma história familiar de DA e fatores de risco cardiovasculares também aumentam a chance de desenvolvimento da doença;
  • Estima-se que dois terços das pessoas diagnosticadas com DA são mulheres.

Na Atenção Primária à Saúde

  • A informação trazida por cuidadores e familiares é importante para a identificação de sintomas progressivos de demência;
  • O MMSE pode ajudar na identificação de demências, como a DA;
  • É recomendável avaliar a possibilidade de depressão , que pode mascarar sintomas de demência.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Compartilhar
Publicado por
Carol Meneses

Posts recentes

Estudo mostra bebês prematuros extremos que sobrevivem ao parto também melhoram os desfechos de neurodesenvolvimento

Um estudo avaliou o neurodesenvolvimento e a incapacidade neurológica significativa aos dois anos em bebês…

28 minutos atrás

Perfil metabólico nas mulheres em amamentação exclusiva após uma gestação com diabetes gestacional

A diabetes gestacional é uma doença de incidência variável no mundo, chegando a 17,8% das…

1 hora atrás

AAP 2021: detecção e tratamento da Síndrome de Abstinência Neonatal

A síndrome de abstinência neonatal é um conjunto de sintomas de abstinência em recém-nascidos devido…

1 hora atrás

AAP 2021: dexmedetomidina intranasal para sedação de crianças em procedimentos não dolorosos

Estudo descreveu os resultados clinicamente relevantes associados a diferentes administrações de dexmedetomidina intranasal.

2 horas atrás

Autoconhecimento e empoderamento feminino com foco na saúde da mulher

Os temas relativos à saúde da mulher (do câncer de mama à violência) perpassam pela…

3 horas atrás

AAP 2021: intubações complicadas estão associadas à displasia broncopulmonar em recém-nascidos de muito baixo peso?

Estudo apresentado na AAP 2021, avaliou a associação entre dessaturação grave e o número total…

4 horas atrás