Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Medicina de Família / Whitebook: quais as causas do edema?
Causas do edema no Whitebook

Whitebook: quais as causas do edema?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Esta semana, falamos no Portal PEBMED sobre como abordar o edema na atenção primária à saúde. Hoje, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, vamos citar as causas para o acúmulo anormal de líquido no espaço intersticial.

Veja mais sobre esta e outras condutas médicas no Whitebook! Baixe grátis!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Causas

  1. Localizado
    1. Periorbitário:
      • Síndromes renais;
      • Dermatomiosite;
      • Triquinose;
      • Doença de Chagas;
      • Esquistossomose;
      • Mononucleose;
      • Hipersensibilidade ao Iodo e IECAs (inibidores da enzima conversora de angiotensina).
    2. Em membro ou membros:
      • Tumor, abscesso, irradiação pélvica;
      • Linfedema;
      • Pós-cirúrgico;
      • Síndrome compartimental;
      • Flebite;
      • Filariose;
      • Linfangite;
      • Obstrução vascular;
      • Síndrome da veia cava superior (SVCS);
      • Síndrome do túnel do carpo;
      • Síndrome do desfiladeiro cérvico-torácico;
      • Dissecção axilar cirúrgica;
      • Celulite, erisipela, fasciíte necrosante.
    3. De glote:
      • Reação alérgica (medicamentos, alimentos, anestésicos, picadas de inseto, anafilaxia);
      • Inalação de fumaça ou químicos.
    4. Facial:
      • Trauma de face, fraturas ósseas;
      • Reação alérgica;
      • Asfixia;
      • Irradiação;
      • Pós-cirúrgico;
      • Erisipela ou celulite de face;
      • Tuberculose ou tumor mediastinal;
      • Síndrome do choque tóxico;
      • Actinomicose cervicofacial;
      • Eritema infeccioso;
      • Sinusite;
      • Osteomielite;
      • Abscessos de face ou mediastino;
      • Granuloma facial;
      • Granulomatose de Wegener;
      • Angioedema;
      • Síndrome nefrótica ou nefrítica;
      • Cretinismo;
      • SVCS;
      • Trombose de seio cavernoso;
      • Doença de Paget.
    5. Pré-tibial:
      • Mixedema.
    6. Articular:
      • Trauma;
      • Condromalácia;
      • Artrite reumatoide;
      • Artrite séptica;
      • Induzida por cristais;
      • Artrose;
      • Corpo estranho;
      • Necrose asséptica;
      • Sarcoidose;
      • Articulação de Charcot;
      • Início de poliartrite;
      • Neoplasias;
      • Hemartrose;
      • Febre reumática;
      • Síndrome de Reiter;
      • Artrite psoriática;
      • Hemartrose.
    7. Outros:
      • De declive;
      • Visceral.
  2. Edema generalizado (diferenças clínicas):
    1. Insuficiência cardíaca: edema gravitacional, vespertino. Pode ser acompanhado de turgência da veia jugular patológica (TVJP), B3, ↓pulso distal, cianose periférica, extremidades frias, ↓ pressão de pulso, dispneia aos esforços, ortopneia, dispneia paroxística noturna, congestão hepática, estertores basais. Paciente não tolera decúbito dorsal. Poupa face. Tende a melhorar com uso de diuréticos;
    2. Ascite, outras efusões, obstrução venosa ou linfática: abdome globoso, semicírculos de Skoda, sinal do piparote, pele tensa e esticada, flancos abaulados, maciços (>1,5L), macicez móvel, eversão umbilical ou umbigo rebaixado para sínfise púbica, circulação colateral, estrias (brancas ou róseas), sinal de Puddle, elevação do ictus cordis;
    3. Fístula arteriovenosa: síndrome hipercinética com pressão arterial divergente, sopro no local da fístula, aumento de temperatura;
    4. Insuficiência renal: edema periorbital, com ponto máximo de manhã e com melhora ao longo do dia; edema de membros, que se acentua com o passar das horas; sinais de uremia (↓apetite, alteração de paladar ou padrão de sono, dificuldades de concentração, astenia, dispneia menos intensa, pericardite), HAS (hipertensão arterial sistêmica);
    5. Hipoproteinemia: história de abuso de álcool; dispneia (se associado à ascite), turgência da veia jugular (TVJ) normal, circulação colateral, pode não ter ortopneia; sinais de insuficiência hepática; paciente tolera o decúbito dorsal, pode ocorrer na enteropatia perdedora de proteína e em casos de desnutrição grave;
    6. Pré-menstrual: precede a menstruação em alguns dias e pode ser acompanhado de irritabilidade, cefaleia, mastalgia, ansiedade, depressão, desconforto abdominal, fadiga, acne, palpitações, tontura, aumento do apetite;
    7. Farmacológico: AINES (anti-inflamatórios não esteroides), GH, anti-hipertensivos, esteroides, ciclosporina, imunoterapia, estrogênios.

Outros: Hipotireoidismo, hiperadrenocortismo, gravidez, reações alérgicas, pré-menstrual, idiopático.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.