Whitebook: quais os principais aspectos oftalmológicos da Covid-19?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Esta semana, falamos no Portal PEBMED sobre várias questões da pandemia da doença pelo novo coronavírus, como o uso de lentes de contato e risco de infeção. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, vamos falar sobre os aspectos oftalmológicos na Covid-19.

O Whitebook liberou esse e outros conteúdos sobre coronavírus gratuitamente! Baixe e confira as melhores condutas médicas!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Definição: O novo coronavírus, ou Covid-19, tem se mostrado uma doença de amplo espectro, que afeta não só o sistema respiratório, mas diversos outros sistemas. Falaremos dos aspectos oftalmológicos da infecção em questão.

Fisiopatologia

A infecção pelo SARS-CoV-2 ocorre pelo contato direto pessoa-pessoa, através de aerossóis respiratórios, quando a pessoa infectada tosse, espirra ou fala.

Esses aerossóis podem ser inalados ou se depositar na boca, olho ou nariz de alguém que esteja próximo.

Também podem ser transmitidos por pessoas sem sintomas.

Apresentação clínica

Achados Oftalmológicos Descritos

  • Congestão conjuntival;
  • Conjuntivite viral (secreção, quemose, epífora, hiperemia conjuntival, ardência, fotofobia, folículos conjuntivais);
  • Infiltrados numulares corneanos podem surgir após a fase aguda da conjuntivite;
  • Lesões hiperreflexivas no nível da camada de células ganglionares e camada plexiforme interna, principalmente no feixe papilomacular;
  • Manchas algodonosas e micro-hemorragias súbitas ao longo das arcadas retinianas.

Orientações aos pacientes e usuários de lentes de contato

  • Não colocar as mãos no rosto, nariz, boca e olhos;
  • Não coçar os olhos;
  • Higienizar o estojo das lentes de contato com o próprio produto de limpeza e fazer a troca programada dos mesmos;
  • Cuidado com os olhos ao manipular as máscaras;
  • Lavar e secar bem as mãos antes de manipular as lentes de contato;
  • Trocar as lentes dentro do prazo de validade. Se possível, usar lentes de descarte diário para minimizar o risco de infecção;
  • Caso o paciente se sinta mais confortável utilizando os óculos, deve-se lembrar que não existe nenhuma comprovação de que eles aumentem a segurança em relação ao contágio e que, da mesma forma, precisam ser limpos após o uso para evitar contaminação;
  • O paciente deve ser orientado a interromper o uso das lentes e contactar o oftalmologista caso tenha desconforto, dor ocular, secreção, fotofobia, olho vermelho e/ou sintomas respiratórios.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Relacionados