Imunologia

Whitebook: vacina Janssen

Tempo de leitura: 3 min.

Publicamos essa semana uma matéria falando sobre os principais efeitos colaterais da vacina Janssen. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do  Whitebook Clinical Decision vamos falar um pouco sobre a vacina que chegou recentemente ao Brasil.

Baixe agora gratuitamente o Whitebook e tenha tudo sobre todas as condutas médicas, na palma da mão!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Vacina Janssen

Efeitos adversos

    • Dor no local da injeção, pirexia, eritema no local da injeção, inchaço no local da injeção, calafrios;
    • Cefaleia;
    • Tosse;
    • Fadiga;
    • Mialgia, artralgia;
    • Náusea;
    • Reação de hipersensibilidade.

Contraindicações

    • Hipersensibilidade aos componentes.

Advertências

    • Assim como ocorre com todas as vacinas injetáveis, o tratamento e a supervisão médica adequada devem estar prontamente disponíveis no caso de evento anafilático após a administração da Vacina;
    • Use a técnica de injeção adequada para vacinas administradas no músculo deltoide (ex.: injeção na parte central mais espessa do músculo) para reduzir o risco de lesão no ombro relacionada à administração da Vacina;
    • Reações relacionadas à ansiedade, incluindo reações vasovagal (síncope), hiperventilação ou reações relacionadas ao estresse podem ocorrer em associação com a vacinação como uma resposta psicogênica à injeção da agulha. É importante que sejam tomadas precauções para evitar ferimentos causados por desmaios;
    • Como ocorre com outras vacinas, a administração da Vacina Covid-19 (recombinante) deve ser postergada em indivíduos que estejam sofrendo de uma enfermidade febril aguda grave. No entanto, a presença de uma infecção menor, como um resfriado e/ou febre de baixo grau, não deve retardar a vacinação;
    • A Vacina Covid-19 (recombinante) deve ser administrada com cautela em indivíduos com trombocitopenia, qualquer distúrbio da coagulação ou em pessoas em terapia anticoagulante, uma vez que pode ocorrer sangramento e hematoma após uma administração IM nesses indivíduos;
    • A combinação de trombose e trombocitopenia, em alguns casos acompanhada de sangramento, foi observada muito raramente após a vacinação com a Vacina covid-19 (recombinante). O evento inclui casos severos de trombose venosa em locais incomuns, como trombose venosa cerebral, trombose venosa esplâncnica, como também trombose arterial concomitante com trombocitopenia. Desfechos fatais foram reportados;
    • Esses casos ocorreram dentro das primeiras três semanas após vacinação, e a maioria em mulheres abaixo de 60 anos de idade;
    • Os profissionais de saúde devem estar alertas aos sinais e sintomas de tromboembolismo e/ou trombocitopenia. Os pacientes vacinados devem ser instruídos a buscar atenção médica imediata caso eles desenvolvam sintomas como falta de ar, dor no peito, dor nas pernas, inchaço nas pernas, ou dor abdominal persistente após vacinação;
    • Adicionalmente, qualquer pessoa com sintomas neurológicos incluindo dores de cabeça severas ou persistentes, convulsões, alterações do estado mental ou visão turva após a vacinação, ou quem apresentar hematomas na pele (petéquias), além do local de vacinação após alguns dias, devem buscar atenção médica imediatamente;
    • Trombose em combinação com trombocitopenia requer gestão clínica especializada. Os profissionais de saúde devem consultar guias aplicáveis e/ou consultar especialistas (ex.: hematologistas, especialistas em coagulação) para diagnosticar e tratar essa condição;
    • Indivíduos diagnosticados com trombocitopenia dentro de 3 semanas após vacinação com a Vacina covid-19 (recombinante) devem ser ativamente investigados quanto a sinais de trombose. Da mesma forma, indivíduos que apresentarem trombose dentro de 3 semanas após vacinação devem ser avaliados quanto à trombocitopenia;
    • A duração da proteção conferida pela vacina é desconhecida, pois ainda está sendo determinada por ensaios clínicos em andamento;
    • A proteção começa cerca de 14 dias após a vacinação. Tal como acontece com todas as vacinas, a vacinação com a Vacina covid-19 (recombinante) pode não proteger todos os destinatários da vacina;
    • A Vacina covid-19 (recombinante) não tem ou tem uma influência negligenciável sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas. No entanto, algumas das reações adversas podem afetar temporariamente a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas;
    • A Anvisa orienta que candidatos a doação de sangue e hemocomponentes que receberam vacinas que utilizam vetores virais recombinantes não replicantes permaneçam inaptos para doação de sangue por período de 7 dias após a aplicação.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Compartilhar
Publicado por
Carol Meneses

Posts recentes

Quais fatores no manejo de hemodiálise contínua podem alterar a sobrevivência de crianças graves com lesão renal aguda?

A lesão renal aguda ocorre em mais de um quarto das crianças em Unidade de…

13 minutos atrás

Relembrando o que é o hipoparatireoidismo

O hipoparatireoidismo é uma condição relativamente rara, causada na maioria das vezes pelo dano cirúrgico…

3 horas atrás

Pandemia impactou no aumento de peso e controle da glicemia dos portadores de diabetes tipo 2

A pandemia de Covid-19 teve um impacto bastante negativo no aumento de peso e controle…

4 horas atrás

Anemia Falciforme: você pode ser um portador deste traço

A anemia falciforme atinge um grande número de brasileiros, dessa forma, os diretos do portador…

5 horas atrás

Escabiose: orientações para o sucesso do tratamento

É importante o paciente com escabiose seguir algumas orientações para tratar a dermatose. Saiba quais…

20 horas atrás

Outubro rosa: Câncer de vulva: update 2021

As neoplasias de vulva respondem apenas por 4% das neoplasias ginecológicas. Saiba mais.

20 horas atrás