Home / Colunistas / Opacidades corneais: qual o diagnóstico?
zoom de olhos com opacidades corneais

Opacidades corneais: qual o diagnóstico?

Colunistas, Oftalmologia
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

Opacidades corneais são geralmente bilaterais, não inflamatórias, simétricas e avasculares. O início é precoce, usualmente na infância e sua evolução lenta, sem associação com outras doenças oculares ou sistêmicas. Podem ser classificadas de acordo com a genética, gravidade, alteração histopatológica, característica bioquímica ou alteração anatômica.

Distrofias Corneanas

1) Distrofias Epiteliais

  • Distrofia da Membrana Basal do Epitélio
  • Distrofia Epitelial de Meesmann

2) Distrofias da Camada de Bowman

  • Distrofia de Reis-Bucklers

3) Distrofias Estromais

  • Distrofia Granular (tipos I e II)
  • Distrofia Macular
  • Distrofia Lattice (tipos I,II e III)
  • Distrofia de Avelino
  • Distrofia Gelatinosa em Gota (Amiloidose Familiar Primária)
  • Distrofia Cristaliniana Central de Schnyder
  • Distrofia Cristaliniana de Bietti
  • Distrofia Nebulosa Central ou de François
  • Distrofia Salpicada (Distrofia de Fleck)
  • Distrofia Estromal Hereditária Congênita

4) Distrofias Endoteliais

  • Distrofia Endotelial de Fuchs
  • Distrofia Polimorfa Posterior
  • Distrofia Endotelial Hereditária Congênita (CHED)

LEIA TAMBÉM: Como identificar a paralisia do VI nervo (abducente)?

E no caso da imagem em questão?

Distrofia de Reis-Bucklers

Distrofia de Reis-Bucklers

– Descrita por Reis em 1917, de herança autossômica dominante, caracteriza-se pela presença de opacidades reticulares, com projeções espiculadas em direção ao epitélio corneal da porção axial da córnea;

– A causa é desconhecida. Tem herança autossômica dominante e foi vinculada a um defeito específico no gene ceratoepitelina localizado no cromossomo 5q;

– Não se conhece nenhuma associação sistêmica. O diagnóstico é feito com base no aspecto clínico, embora seja difícil diferenciá-la da distrofia em favo de Mel (Thiel e Behnke);

– Caracteriza-se por erosões no epitélio da córnea, recorrentes e dolorosas, que com frequência começam no primeiro ou segundo ano de vida. No início, observam-se alterações mínimas na córnea, mas em seguida surgem opacidades em anel e opacidades semelhantes a mapas geográficos ao nível de membrana de Bowman. Essas opacidades tornam-se mais densas e irregulares com o passar do tempo. Por volta da terceira década de vida, as erosões dolorosas diminuem a medida que a sensibilidade da córnea se reduz, mas a fibrose crescente provoca problemas visuais;

– O exame histopatológico mostra material eosinofílico e fibrótico, embaixo do epitélio da córnea e no estroma anterior, e destruição da membrana de Bowman;

– O tratamento é sintomático e voltado para erosões recorrentes. A ceratectomia superficial, seja por desnudamento mecânico, seja por ablação por excimer laser, é o tratamento apropriado para o distúrbio visual. A recidiva pode ser relativamente rápida, e a ceratoplastia pode tornar-se necessária após vários tratamentos.

E MAIS: Você sabe manejar a síndrome oculoglandular de Parinaud?

Autora:

Referências bibliográficas:

  • KANSKI, Jack J. Oftalmologia clínica: uma abordagem sistemática. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016.
  • YANOFF, M.; DUCKER, J.S.Oftalmologia. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier,2011.
  • Série Oftalmologia Brasileira – Conselho Brasileiro de Oftalmologia – 4ª Edição, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.