Home / Colunistas / A miopia em crianças aumentou devido à pandemia?

A miopia em crianças aumentou devido à pandemia?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

De acordo com um estudo publicado no jornal JAMA Ophthalmology, o confinamento domiciliar durante a pandemia de Covid-19 parece estar associado a uma mudança significativa dos graus de miopia em crianças de seis a oito anos.

O tempo gasto em atividades ao ar livre diminuiu, devido ao confinamento, e foram levantadas questões em relação à piora dos graus de miopia por conta da diminuição substancial do tempo gasto ao ar livre e do aumento do tempo de tela em casa. Sendo assim, os pesquisadores Wang e colaboradores objetivaram investigar as alterações refrativas e a prevalência de miopia em crianças em idade escolar, durante o confinamento.

Foi realizado um estudo transversal prospectivo, usando photoscreenings em escolas, em 123.535 crianças de seis a treze anos, de dez escolas primárias em Feicheng, China. O estudo foi realizado durante seis anos consecutivos (2015-2020). Os dados foram analisados em julho de 2020. Photoscreening é uma técnica usada para triagem de fatores ambliogênicos, como estrabismo e erros de refração significativos, em um ou ambos os olhos de crianças. Utilizando uma câmera ou sistema de vídeo devidamente equipado para o photoscreen, são obtidas imagens dos reflexos pupilares e vermelhos.

Estudo associa o confinamento domiciliar durante a pandemia de Covid-19 ao aumento da incidência de miopia em crianças. 

Os resultados de aumento da miopia em crianças

A análise desse estudo incluiu 194.904 resultados de testes para 389.808 olhos (123.535 crianças). Os pesquisadores identificaram uma mudança substancial nos graus de miopia nos photoscreenings em 2020, em comparação ao período de 2015 a 2019, para crianças de seis, sete e oito anos (−0,32, −0,28 e −0,29 dioptrias, respectivamente). Portanto, uma mudança substancial (-0,3 dioptrias) foi observada após o confinamento em casa, devido à Covid-19, para crianças de seis a oito anos. Nos photoscreenings de 2020, a prevalência de miopia foi maior do que a prevalência mais alta entre 2015 e 2019 para crianças de seis (21,5 x 5,7%), sete (26,2 x 16,2%) e oito (37,2 x 27,7%) anos de idade: a prevalência de miopia aumentou, portanto,1,4 a 3 vezes em 2020 em comparação com os cinco anos anteriores. Para crianças de nove a treze anos, diferenças mínimas foram observadas entre 2020 e os anos anteriores para a refração equivalente esférica e a prevalência de miopia. No presente estudo, observou-se que as meninas desenvolveram miopia mais cedo do que meninos.

Quer saber tudo sobre o novo coronavírus? Acesse nossa Revista!

Os pesquisadores concluíram que o confinamento domiciliar, devido à pandemia de Covid-19, parece estar associado a uma mudança substancial da miopia em crianças. O estado refrativo de crianças mais jovens, com idades entre seis a oito anos, pode ser mais sensível às mudanças ambientais do que as crianças mais velhas, visto que se encontram em um período importante para o desenvolvimento da miopia.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Wang J, Li Y, Musch DC, Wei N, Qi X, Ding G, Li X, Li J, Song L, Zhang Y, Ning Y, Zeng X, Hua N, Li S, Qian X. Progression of Myopia in School-Aged Children After COVID-19 Home Confinement. JAMA Ophthalmol. 2021 Jan 14. doi: 10.1001/jamaophthalmol.2020.6239. Epub ahead of print. PMID: 33443542
  • Committee on Practice and Ambulatory Medicine and Section on Ophthalmology; American Academy of Pediatrics. Use of photoscreening for children’s vision screening. Pediatrics. 2002 Mar;109(3):524-5. doi: 10.1542/peds.109.3.524. PMID: 11875154
×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.