Leia mais:
Leia mais:
Conselhos de Enfermagem e autoridades repudiam desmonte da Rede Cegonha
Enxaqueca e resultados perinatais adversos na gravidez
Quantos banhos por dia uma criança com dermatite atópica deve tomar?
Quiz: Gestante dá à luz a um feto morto. Qual a síndrome do feto?
Estudo da OMS avalia o tratamento dado às mulheres durante o parto

Ácido tranexâmico para redução de perda sanguínea seguindo parto normal

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Perdemos cerca de 500 mil mulheres anualmente no mundo por complicações da gravidez e parto. A maioria dessas mortes ocorre imediatamente após o parto sendo a perda sanguínea puerperal a causa mais prevalente. A hemorragia materna responde por 47,6% dos casos de morbidade materna severa. Considera-se primária quando o volume ultrapassa 500 ml nas primeiras 24 horas. Aqui estão 3% dos casos de complicações de partos vaginais.

Leia também: Relevância do pediatra na sala de parto

A janela entre o parto e a dequitação (expulsão placentária) é o momento crítico desses sangramentos. Neste momento agentes como ocitocina, misoprostol, ácido tranexâmico e manobras como a tração moderada do cordão umbilical podem ser o divisor entre a prevenção e a necessidade de tratamento. Um trial randomizado controlado publicado em 2015 australiano demonstrou a eficácia do ácido tranexâmico nesses casos. Entretanto os autores mostraram uma amostra pequena limitando o estudo. A necessidade de amostra maior tornou-se necessária para a robustez dos achados e a realização da pesquisa numa população como a nigeriana de baixo acesso à saúde poderia ser interessante.

Assim,  foi publicado na primeira semana de março de 2022 na BMC Pregnancy and Childbirth um estudo duplo cego randomizado placebo-controlado para avaliar a eficácia e segurança do acido tranexâmico endovenoso em reduzir as perdas sanguíneas em mulheres submetidas a parto vaginal num hospital terciário na Nigéria.

Foram incluídas pacientes com gestações únicas a termo de baixo risco. Quaisquer patologias que aumentam o risco obstétrico ou patologias que envolvessem a cascata de coagulação eram excluídas.

Ácido tranexâmico para redução de perda sanguínea seguindo parto normal

A amostra de 176 pacientes foi randomizada:

  • Grupo A: recebeu ácido tranexâmico lentamente (30-60 segundos) EV, dentro de 2 minutos do nascimento e a ocitocina profilática foi administrada no clampeamento do cordão.
  • Grupo B: 10 ml de água para injeção foram administrados lentamente na mesma velocidade, seguida da administração de ocitocina nas mesmas condições. As drogas eram cegadas dos administradores das medicações.

O sangramento foi avaliado pela coleta em frascos e em absorventes pesados antes e depois de seu uso para estimar (transformados em volume o peso) as perdas nos grupos.

Neste estudo foi demonstrado que o uso de ácido tranexâmico endovenoso logo após o parto e antes da dequitação reduziu a perda sanguínea nos partos vaginais. Reduziu também a necessidade de uterotônicos adicionais no controle do sangramento pós-parto. Entretanto a presença de hemorragia puerperal e necessidade de transfusão foi semelhante entre os dois grupos. efeitos colaterais menores como diarreia foram bem suportados.

Saiba mais: Parto humanizado: como construir uma relação positiva com as doulas?

Concluindo o estudo o uso de ácido tranexâmico pode ser eficaz por via endovenosa para prevenção de perda sanguínea puerperal já que nenhuma mulher é imune a hemorragia puerperal. Novos estudos deverão ser conduzidos para avaliar uso em larga escala, eficácia e segurança em mulheres com alto risco de sangramento e em pacientes anêmicas. Outra sugestão é avaliação após as primeiras 24 horas após o parto, situações não avaliadas no presente estudo.

Referências bibliográficas:

  • Igboke FN, Obi VO, Dimejesi BI, Lawani LO. Tranexamic acid for reducing blood loss following vaginal delivery: a double-blind randomized controlled trial. BMC Pregnancy Childbirth. 2022 Mar 3;22(1):178. doi: 10.1186/s12884-022-04462-z.
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.