Página Principal > Cardiologia > Alirocumab, um inibidor PCSK9, reduz mortalidade após SCA || Congresso ACC 2018
congresso ACC 2018

Alirocumab, um inibidor PCSK9, reduz mortalidade após SCA || Congresso ACC 2018

Tempo de leitura: 2 minutos.

Um estudo apresentado essa semana no Congresso Anual do American College of Cardiology (ACC) 2018 mostrou que o alirocumab (um inibidor PCSK9), além de diminuir o colesterol LDL e o risco cardiovascular, reduz também a mortalidade quando administrado após síndrome coronariana aguda (SCA).

Para chegar a essas conclusões, pesquisadores realizaram um grande estudo randomizado com 18.924 indivíduos (idade média = 58 anos), 4 semanas a 1 ano após SCA, que utilizavam estatinas em dose máxima. A mediana de LDL foi de 87 mg/dL e o não-LDL foi de 115.

Os participantes foram distribuídos aleatoriamente para receber 75 mg de alirocumab a cada duas semanas ou placebo. Essa dose foi escalonada de forma cega para 150 mg a cada duas semanas nos pacientes que não atingiram o alvo de LDL entre 25 e 50 mg/dL.

O desfecho primário incluiu tempo até morte por doença arterial coronariana, infarto do miocárdio não-fatal, acidente vascular cerebral isquêmico ou hospitalização por angina instável.

Síndrome Coronariana Aguda: o que há de novo

Resultados

Na análise de tratamento, os valores de LDL aos 4, 12 e 48 meses foram:

Valores de LDL – Placebo Valores de LDL – Alirocumab Redução (%)
4 meses 93,3 mg/dL 37,6 mg/dL 62,7%
12 meses 96,4 mg/dL 42,3 mg/dL 61,0%
48 meses 101,4 mg/dL 53,3 mg/dL 54,7%

O alirocumab foi associado a taxas significativamente mais baixas de infarto do miocárdio não-fatal (6,6% vs. 7,6%; HR = 0,86; IC de 95%: 0,77 a 0,96), acidente vascular cerebral isquêmico (1,2% vs. 1,6%; HR = 0,73; IC de 95%: 0,57 a 0,93) e angina instável (0,4% vs. 0,6%; HR = 0,61; IC de 95%: 0,41 a 0,92) em relação ao grupo placebo.

A taxa global de eventos cardíacos importantes (MACE) foi de 9,5% com alirocumab e 11,1% com placebo (HR = 0,85; IC de 95%: 0,78 a 0,93); p = .0003). A taxa absoluta para mortalidade por todas as causas foi de 3,5% no grupo de alirocumab e 4,1% no grupo controle, uma redução relativa de 15% (HR = 0,85; IC de 95%: 0,3 a 0,98; p = 0,026).

As análises post hoc sugerem que o maior benefício foi entre os pacientes com SCA com um colesterol LDL-C de, pelo menos, 100 mg/dL, em que as reduções de risco atingiram 24% para eventos cardiovasculares e 29% para a morte por todas as causas.

Tenha sempre condutas atualizadas na sua mão! Baixe gratuitamente o Whitebook.

E fique ligado para mais notícias do Congresso ACC 2018!

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT01663402
  • American College of Cardiology (ACC) 2018 Annual Scientific Session: Presentation 401-08. Presented March 10, 2018.
  • ODYSSEY Outcomes: Alirocumab Cuts CV Events, All-Cause Death Post-ACS – Medscape – Mar 10, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.