Leia mais:
Leia mais:
IM/ACP 2022: confira as novidades do congresso
Check-up Semanal: diretriz para tromboembolismo venoso, cirurgia bariátrica em idosos e mais! [podcast]
Risco de obesidade é 48% maior em adolescentes que comem alimentos ultraprocessados, indica estudo
Cirurgia bariátrica e redução do risco cardiovascular em idosos
IM/ACP 2022: o que vem funcionando para a obesidade?

Artroplastia total de quadril por acesso anterior em pacientes obesos mórbidos

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A obesidade é uma das condições de saúde que mais afeta a expectativa e qualidade de vida dos pacientes obesos. Após anos de discussão, a obesidade hoje é considerada uma doença crônica e associada com inúmeras outras doenças como a osteoartrite. A obesidade grave cresceu bastante nos últimos anos, elevando os gastos com saúde. A definição de obesidade mórbida é de indivíduos com IMC maior ou igual a 40 ou maior ou igual a 35 sofrendo de alguma comorbidade grave relacionada. 

A osteoartrite de quadril é muito prevalente em indivíduos obesos e a artroplastia total de quadril (ATQ) é o tratamento de escolha para pacientes sintomáticos, embora associada nesses casos a maior chance de infecção superficial e profunda, perda sanguínea e revisão cirúrgica. O acesso anterior minimamente invasivo tem ganhado popularidade entre os cirurgiões nos últimos anos, entretanto, seus resultados quanto a complicações em relação aos outros acessos permanecem controversos. A cirurgia de ATQ é extremamente desafiadora em pacientes obesos, não havendo consenso na sua eficácia e segurança nos pacientes obesos mórbidos.

Saiba mais: Melhores práticas perioperatórias em pacientes obesos

pacientes obesos

Estudo 

Foi publicado esse mês na revista Bone and Joint Open um estudo retrospectivo com o objetivo de determinar se, em pacientes obesos, o acesso anterior é seguro e eficaz quanto ao posicionamento dos componentes, dificuldade cirúrgica, taxa de complicações e desfechos clínicos em relação a pacientes não obesos. Foram selecionados 86 pacientes com IMC maior ou igual a 40 (grupo A) e 172 pacientes com IMC menor que 30 (grupo B) submetidos a ATQ por acesso anterior. Todos os pacientes foram operados pelo mesmo cirurgião em um Hospital de Atenas e eram maiores de 18 anos, com follow-up mínimo de dois anos. 

Não foram observadas diferenças significativas na perda de sangue, complicações intra e pós-operatórias ou posição do implante entre os dois grupos. A taxa de infecção superficial da ferida foi maior no grupo obeso (8,1%) em comparação ao grupo não obeso (1,2%) (p = 0,007) e o risco relativo de reoperação foi de 2,59 (IC 95% 0,68 a 9,91). Além disso, uma infecção articular periprotética foi relatada no grupo obeso. O tempo de set-up na mesa cirúrgica e o tempo médio de operação foram maiores em pacientes obesos mórbidos. Os resultados funcionais e as medidas de resultados relacionados ao paciente foram superiores no grupo obeso (aumento médio de Harris Hip Score foi de 52,19 (DP 5,95) vs 45,1 (DP 4,42); p <0,001) e houve aumento médio do escore da Ferramenta Internacional de Resultado do Quadril (iHOT-12) foi de 56,8 (DP 8,88) versus 55,2 (DP 5,85); p = 0,041).

Leia também: Revisão sistemática avalia melhor tratamento da osteoartrite dos joelhos e quadris

Conclusão

O estudo apresenta como limitações o fato de ser retrospectivo e todas as cirurgias terem sido realizadas pelo mesmo cirurgião, o que pode ter gerado um viés por ser um profissional extremamente experiente e acostumado a esse tipo de abordagem nesse tipo de paciente. Observou-se que a ATQ por via anterior em pacientes obesos mórbidos está associada ao aumento de infecçōes de pele superficiais e risco de reoperação apesar de apresentar resultados funcionais satisfatórios. Estudos prospectivos randomizados poderão deixar mais claro se o acesso anterior ou a obesidade individualmente seria fator para aumento da taxa de complicações.

Referências bibliográficas:

  • Argyrou C, Tzefronis D, Sarantis M, Kateros K, Poultsides L, Macheras GA. Total hip arthroplasty through the direct anterior approach in morbidly obese patients. Bone Jt Open. 2022 Jan;3(1):4-11. doi: 10.1302/2633-1462.31.BJO-2021-0166.R1. PMID: 34985307. 
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.