Isabela Abud Manta

Editora de cardiologia do Portal PEBMED ⦁ Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) ⦁ Residência em Clínica Médica pela UNIFESP ⦁ Residência em Cardiologia pelo Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) ⦁ Atualmente atuando nas áreas de terapia intensiva, cardiologia ambulatorial, enfermaria e em ensino médico.

Os novos anticoagulantes orais estão sendo mais utilizados que os antagonistas da vitamina K em pacientes com FA?

Os novos anticoagulantes surgiram como uma alternativa e mostraram eficácia e segurança semelhante ou melhor que os AVKs na prevenção de AVC. Saiba mais.

Manejo do paciente em uso de dupla antiagregação plaquetária e candidato à cirurgia não cardíaca

Para pacientes com SCA recomenda-se dupla antiagregação plaquetária (DAPT) com AAS associado a ticagrelor ou prasugrel. Saiba mais.

Covid-19 aumenta risco de fibrilação atrial?

FA e flutter atrial estão associados a condições que aumentam a resposta inflamatória sistêmica, sendo encontrados em pacientes com Covid-19.

Quando iniciar anticoagulação após AVC relacionado à fibrilação atrial (FA)?

Pacientes com AVCi relacionados à FA, têm indicação de anticoagulação, porém o melhor momento para seu início não está bem definido.

Colesterol LDL aumentado de forma prolongada em pacientes jovens tem relação com eventos cardiovasculares?

O LDL aumentado em uma medida isolada pode refletir um aumento rápido ou um LDL que vem se mantendo persistentemente alto. Saiba mais.

O início do tratamento anti-hipertensivo pode ter impacto na qualidade de vida?

A hipertensão não controlada leva a aumento de morbidade e mortalidade, isso pode ser exacerbado por falhas no tratamento anti-hipertensivo.

Gravidade da doença coronária e extensão da isquemia em relação a eventos cardiovasculares

O estudo ISCHEMIA foi realizado a partir da hipótese de que pacientes com isquemia teriam maior risco de eventos cardiovasculares.

Dissecção espontânea de coronária: como diagnosticar?

Recentemente foi publicada uma revisão sobre o diagnóstico da dissecção espontânea de coronária. Confira, resumidos, os principais pontos.

Sepse tem relação com ocorrência de doença cardiovascular a longo prazo?

Estudo buscou determinar o risco relativo de doença cardiovascular a longo prazo em pacientes adultos que sobreviveram a sepse.

Ressonância de estresse para estratificação de risco em pacientes com doença coronária

Estudo avaliou a associação de isquemia miocárdica e infarto prévio desconhecido, evidenciados pelas ressonância magnética cardíaca (RMC).

Entrar | Cadastrar