Isabela Abud Manta

Editora de cardiologia do Portal PEBMED ⦁ Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) ⦁ Residência em Clínica Médica pela UNIFESP ⦁ Residência em Cardiologia pelo Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) ⦁ Atualmente atuando nas áreas de terapia intensiva, cardiologia ambulatorial, enfermaria e em ensino médico.

Fibrilação atrial aumenta o risco de complicações em cirurgias não cardíacas?

Um estudo avaliou a associação entre FA e o risco de complicações cardiovasculares precoces no pós-operatório de cirurgias não cardíacas.

Ocorre aumento de risco cardiovascular a médio prazo após doença hipertensiva da gestação?

A doença hipertensiva da gestação inclui hipertensão gestacional e a pré-eclâmpsia e é causa importante de morbidade e mortalidade maternas.

Diabetes é fator de risco para progressão de insuficiência cardíaca?

Os mecanismos envolvidos na ocorrência de insuficiência cardíaca (IC) nos pacientes com diabetes ainda não são todos caracterizados.

Pacientes com doença coronária complexa e alto risco de sangramento podem ter tempo de DAPT reduzido?

Pacientes com doença arterial coronária complexa tratados com angioplastia estão sob risco de complicações isquêmicas a curto e longo prazos.

Qual paciente tem benefício de cateterismo precoce após parada cardiorrespiratória?

Quais tipos de quadros clínicos tem benefício de cateterismo precoce após parada cardiorrespiratória? Saiba mais sobre o assunto neste artigo.

Gliflozinas e doença cardiovascular: o que sabemos até agora?

Uma revisão abordou as gliflozinas e os principais estudos que levaram a recomendação de uso do ponto de vista cardiovascular e renal.

Rivaroxabana profilática pós-infarto previne formação de trombo em ventrículo esquerdo?

A formação de trombo em ventrículo esquerdo (VE) está relacionada a ocorrência de mais complicações e pior prognóstico.

Há como predizer quem vai ter uma parada cardiorrespiratória (PCR) em FV ou TV?

Estudo buscou desenvolver um algoritmo para identificar quem teria maior risco de parada cardiorrespiratória (PCR) em FV ou TV na população.

Qual o melhor momento para cirurgia cardíaca pós-infarto?

Metanálise comparou a mortalidade em cirurgia de revascularização miocárdica precoce e tardia em pacientes com infarto agudo do miocárdio.

Estenose aórtica importante: quando preferir tratamento cirúrgico?

O implante valvar aórtico transcateter tem resultados melhores ou iguais ao tratamento cirúrgico da valva aórtica.