Juliana Avelar

Graduação em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF) ⦁ Residente em Clínica Médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Qual o anti-hipertensivo ideal para pacientes com doença renal crônica (DRC) avançada? 

Artigo tratou da eficácia dos bloqueadores do sistema renina-angiotensina versus bloqueadores de canal de cálcio (BCC), em pacientes com DRC.

Como manejar complicações pulmonares no pós-operatório?

Complicações pulmonares são uma importante causa de morbidade e mortalidade no período pós-operatório. Dessa forma, é importante conhecer as mais comuns.

Descontinuação de iECA/BRA em pacientes com baixa taxa de filtração glomerular

Quando devemos descontinuar iECA e BRA nos pacientes com baixa taxa de filtração glomerular, não é mesmo? Estudo publicado tenta responder essa questão.

Fazer ou não CAT no paciente com doença renal crônica? [ACC 2020]

Na doença renal crônico, evento cardiovascular é a principal causa de morte. Sabe-se que a doença renal aumenta o risco de complicações pós-coronariografia.

Novos dispositivos de MitraClip mostram boa eficácia [ACC 2020]

O estudo EXPAND avaliou a eficácia e a segurança dos novos dispositivos MitraClip NTR e XTR Safe para tratamento de insuficiência mitral (IM) primária.

CIAO-ISCHEMIA: como agir com pacientes com angina e DAC não obstrutiva? [ACC 2020]

O estudo CIAO-ISCHEMIA selecionou pacientes que apresentaram angina e isquemia mas com doença arterial coronariana não obstrutiva.

Risco x benefício do uso de aspirina nos pacientes com FA pós-SCA ou angioplastia [ACC 2020]

O estudo AUGUSTUS, publicado no congresso ACC 2020, mostrou que tomar aspirina pode resultar em maior risco de sangramento versus menor risco de AVC.

Estudo VOYAGER-PAD: rivaroxabana para doença arterial periférica [ACC 2020]

O estudo avaliou uso da rivaroxabana para pacientes com doença arterial periférica.Os resultados foram apresentados no ACC 2020.

Como manejar paciente com IC descompensada e resistência à furosemida?

A gente sabe que a resistência aos diuréticos é um desafio no manejo dos pacientes com IC aguda descompensada e ainda são poucos os dados na literatura.

Quando desconfiar que a troponina não é coronariana?

Já se sabe há algum tempo que a troponina é um componente fundamental na avaliação de síndrome coronariana aguda e de infarto agudo do miocárdio (IAM).

Entrar | Cadastrar