Nathália Ribeiro Pinho de Sousa

Residente em Cirurgia Geral pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal da Fronteira Sul ⦁ Especialização Multiprofissional em Atenção Básica em Saúde pela Universidade Federal de Santa Catarina ⦁ Médica pela Universidade Federal do Ceará ⦁ Exerceu cargo de Presidente do Departamento Brasileiro das Ligas Acadêmicas de Cirurgia Cardiovascular ⦁ Foi editora Júnior do Blog do Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery ⦁ Desempenhou função de vice-presidente do Departamento Brasileiro das Ligas Acadêmicas de Cirurgia Cardiovascular e de presidente da Liga de Cirurgia Cardiovascular da Universidade Federal do Ceará ⦁ Realizou estágio em Cirurgia Cardíaca na Cleveland Clinic (EUA), Mount Sinai Hospital (EUA), The Heart Hospital at Baylor Plano (EUA), Hôpital Européen Georges Pompidou (França), Herzzentrum Leipzig (Alemanha), Papworth Hospital (Inglaterra), Harefield Hospital (Inglaterra), St. Thomas Hospital (Inglaterra), Manchester Royal Infirmary (Inglaterra), Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (Brasil) e Hospital São Raimundo (Brasil) ⦁ Realizou estágio de pesquisa no William Harvey Heart Centre (Inglaterra) ⦁ Foi bolsista de Graduação Sanduíche pelo Programa Ciência sem Fronteiras na University of Roehampton, Londres ⦁ Foi bolsista de iniciação científica CNPq, UFC e da FUNCAP do Laboratório de Fisiologia da Inflamação e do Câncer (LAFICA).

Apendicite aguda não complicada: atualizações sobre tratamento 

Foi publicada uma revisão sumarizando a efetividade da cirurgia versus tratamento conservador na apendicite aguda não complicada.

Anemia ferropriva: suplementação de ferro reduz transfusões e tempo de internação 

Estudos analisam a influência da suplementação pré-operatória de ferro sobre resultados cirúrgicos de pacientes com deficiência ferropriva. 

Quais fatores são preditivos de desfecho na cirurgia abdominal do trauma? 

Avanços no tratamento cirúrgico do trauma abdominal, como a abordagem para controle de danos, têm otimizado o desfecho nesses pacientes.

Diagnóstico e manejo da perfuração esofágica no departamento de emergência

Perfuração esofágica (PES) é definida como a disruptura transmural do esôfago em sua porção cervical, torácica ou abdominal. Saiba mais.

O treinamento mental me ajuda a ser um melhor cirurgião? 

Pensando em métodos de aprendizado que supram a necessidade durante o contexto da pandemia o treinamento mental começou a ser utilizado.

Qual deve ser a duração do repouso após cirurgias abdominais ou correção de hérnias? 

Em cirurgias abdominais e correções de hérnias ventrais, persiste o questionamento sobre quando o paciente pode ser liberado para atividades.

Telas de alta gramatura são superiores no reparo laparoscópico de hérnias inguinais 

O reparo de hérnias inguinais com auxílio de telas tem se tornado a abordagem de escolha, visto que reduz risco de recidivas.

Cirurgia de contorno corporal melhora a durabilidade da perda de peso após bariátrica 

As cirurgias de contorno corporal têm sido indicadas como ferramentas para otimização e manutenção dos resultados da cirurgia bariátrica.

Lavagem peritoneal intraoperatória extensiva (LPIE) em gastrectomia curativa: fazer ou não? 

A lavagem peritoneal intraoperatória extensiva (LPIE) mostrou-se uma potencial medida profilática para recidiva peritoneal do câncer gástrico. 

Carreira cirúrgica com olhar de cirurgiões aposentados: o que pode ser diferente?

Um estudo com cirurgiões aposentados questionou o que eles teriam feito diferente em suas vidas e carreiras como cirurgiões. Saiba mais.

Entrar | Cadastrar