Leia mais:
Leia mais:
Novo antifúngico para tratamento de candidíase recorrente
Como identificar 16 doenças que se manifestam pela boca
Candidíase vaginal recorrente: caso clínico [podcast]
Especial retrospectiva 2020: como abordar vaginites? [podcast]
Candidíase vulvovaginal recorrente: uma doença imunológica?

Candidíase Vaginal Recorrente: pontos de atenção e diagnóstico correto

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

A candidíase vaginal é a segunda causa mais comum de vulvovaginite, fica atrás apenas da vaginose bacteriana. A cândida é encontrada em 10-20% das mulheres em idade reprodutiva, mas nem sempre é considerada doença. No Whitebook, você encontra tudo sobre infecções ginecológicas.  

Para ser considerada recorrente, a paciente deve ter tido quatro ou mais episódios de infecção sintomática no período de um ano. O quadro geralmente é causado pela recaída de um reservatório vaginal persistente ou reinfecção endógena com cepas idênticas.

Veja mais: SOP e Infertilidade: diagnóstico e tratamento [podcast]

Existem alguns pilares para tratar a candidíase recorrente. Segundo o especialista em Ginecologia e Obstetrícia e conteudista do Whitebook, Dr. João Marcelo Coluna, é preciso: 

  • Diagnóstico certo 
  • Remédio certo 
  • Tempo certo 

Confiar só na clínica (sintomas) e, ao menor sintoma, já usar fluconazol são alguns erros apontados pelo médico que devem ser evitados.  

As culturas vaginais devem ser sempre coletadas para confirmar o diagnóstico e identificar espécies menos comuns. 

Na recorrência, um passo essencial é a “cultura para fungos”. Além da candidíase por Cândida albicans (imensa maioria), existem outras seis subespécies diferentes que não respondem aos imidazólicos costumeiros.  

Também é importante investigar a imunidade da paciente com laboratório, complemento C3 e C4, diabetes e outras doenças imunológicas.  

Para evitar erro no diagnóstico, é necessário usar exames complementares para confirmar outras doenças ou excluir a candidíase. Estudar cada caso é fundamental.  

Confira a categoria de ginecologia e obstetrícia no Clinical Drops. Lá você encontra vídeos de temas como Endometriose, Patologias Vulvares e Sangramento Uterino Anormal.

Coautor: Dr. João Marcelo Coluna – Ginecologia e Obstetrícia

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

    Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.