Filtrar

Terapia Intensiva

Fragilidade no paciente grave: o que o intensivista precisa saber – parte 1

A presença de fragilidade aumenta o risco de desfechos desfavoráveis e eventos adversos no paciente grave.

Caso clínico: paciente com hematêmese [vídeo]

A HDA é uma condição comum no dia a dia da da terapia intensiva. Confira um caso real de um paciente com hematêmese de grande volume!

Fórum de Sepse 2022: tratamento de sepse na era da multirresistência

Conceitos do tratamento de sepse no contexto de resistência foram discutidos em uma das plenárias do XVIII Fórum Internacional de Sepse.

Fórum de Sepse 2022: biologia molecular – aplicações à beira-leito

Seguindo a discussão de testes moleculares para diagnóstico na sepse, outra palestra versou sobre suas possíveis aplicações à beira-leito.

Fórum de Sepse 2022: vasopressores devem ser iniciados com a fluidoterapia em pacientes com hipotensão?

A apresentação do Dr. Alexandre discutiu a possibilidade de início do uso de vasopressores em conjunto com a reposição volêmica na sepse.

Fórum de Sepse 2022: diagnóstico biomolecular – aspectos microbiológicos de novas tecnologias

Os avanços e possibilidades do diagnóstico biomolecular foram discutidas em uma das palestras do XVIII Fórum Internacional de Sepse.

Fórum de Sepse 2022: solução balanceada ou não balanceada?

Em sua apresentação no Fórum de Sepse, o Dr. Fernando comentou sobre a indicação de uso das soluções balanceadas na sepse.

Fórum de Sepse 2022: qual a importância do uso da ultrassonografia?

Durante uma apresentação do Fórum de Sepse 2022, o palestrante demonstrou a importante da ultrassonografia à beira-leito na sepse.

Fórum de Sepse 2022: biomarcadores, diagnóstico molecular, IA ou clínicos a beira leito para melhor diagnóstico?

Uma das plenárias do XVIII Fórum Internacional de Sepse debateu sobre possíveis soluções para aprimorar o diagnóstico da síndrome.

Fórum de Sepse 2022: qual quantidade de fluidos deve ser infundida na reanimação inicial?

No Fórum de Sepse 2022, uma palestra discutiu a indicação de quantidade de fluidos para reanimação inicial na sepse.